Papa Francisco prevê a sua própria morte para breve

Papa Francisco prevê a sua própria morte para breve

O Papa Francisco revelou hoje que não espera viver mais do que “dois ou três anos” e não coloca de parte a hipótese de se aposentar em breve, avança o jornal inglês The Telegraph. A previsão terá sido feita durante uma conferência de imprensa realizada esta terça-feira, durante o regresso da visita à Coreia do Sul, mas o Papa não explicou o como ou o porquê de tal revelação.

O The Telegraph refere que o Sumo Pontífice disse não esperar viver mais do que “dois ou três anos” e não colocou de parte a hipótese de se aposentar em breve, ou seja, antes de falecer. O Papa falava com os jornalistas no voo de regresso para o Vaticano, após ter visitado a Coreia do Sul, e deixou todos de boca aberta com esta a revelação. O vaticínio da morte foi feito depois de ter sido questionado sobre a sua popularidade global e de ter revelado que padece de “alguns problemas nos nervos” que têm que ser tratados o quanto antes.

“Vejo isso [a popularidade] como generosidade do povo de Deus. Tento pensar em meus pecados, meus erros para não me tornar orgulhoso. Porque eu sei que vai durar apenas um curto período de tempo. Dois ou três anos, e depois vou embora para a casa do Pai”, disse Francisco. Publicamente, esta foi a primeira vez que Papa abordou a questão da própria morte, mas fonte próxima do Vaticano revela que o Pontífice já havia comentado o assunto entre os seus mais próximos na Igreja.

Curiosamente, após esta revelação três familiares do Papa Francisco faleceram num acidente de viação na Argentina, terra natal do Sumo Pontífice. Morreram dois sobrinhos e a mãe destes. “Os mortos são dois bebés, de oito meses e dois anos, e a mãe deles. O marido, e pai das crianças, Horacio Bergoglio, sobrinho do Papa está hospitalizado em estado grave”, revelou à France Press a comissária Carina Ferreyra, da polícia de Cordoba.

O Papa Francisco está “profundamente entristecido” com a morte dos três familiares, apelando a que todos se unam em redor do seu sobrinho, que perdeu a mulher e dois filhos pequenos. “O Papa foi informado do trágico acidente que aconteceu na Argentina e que envolveu vários membros da sua família e está profundamente entristecido”, disse um porta-voz do Vaticano.

 

Foto: jornaldehoje.com.br

 

LEIA TAMBÉM

Tomada de posse dos órgãos autárquicos marcada pela tragédia dos incêndios e presidente reeleito aposta em “fazer renascer Oliveira do Hospital”

Não foi uma tomada de posse normal dos novos responsáveis pelo munícipio. Os discursos inflamados …

António Lopes apresenta denúncia no MP contra as autoridades do concelho oliveirense por entender que pode existir “crime de homicídio por negligência” na tragédia dos incêndios

O eleito à Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital, António Lopes, apresentou ontem uma denúncia …