Paulo Campos mantém-se na Secretaria de Estado das Obras Públicas

Licenciado em Economia, Campos entrou para o Governo de José Sócrates em Março de 2005 e teve grande protagonismo político enquanto Secretário de Estado Adjunto das Obras Públicas e das Comunicações no ministério de Mário Lino.

Em termos da Região Centro, deixou uma marca ao travar grandes lutas para alterar o panorama rodoviário de muitos concelhos do interior do país.

Quase em final de mandato, deixou concluído o processo relacionado com a construção de três vias estruturantes para o desenvolvimento do interior do país, ao dar ordens à empresa pública “Estradas de Portugal” para o lançamento do concurso público internacional – até ao final do primeiro semestre de 2010 – dos IC 6, IC 7 e IC 37.

Campos foi também um dos principais impulsionadores do plano tecnológico nas escolas, e esteve na origem da chegada do computador Magalhães aos alunos do 1º Ciclo de Ensino Básico.

Politicamente hábil, o filho do histórico militante do PS – António Campos –, teve sempre uma relação de grande proximidade com José Sócrates. Na campanha eleitoral para as últimas legislativas, foi ele o autor do projecto político “Geração Activa”, que se traduziu numa importante plataforma de comunicação entre o PS e a sociedade civil.

Muito mediático, saltou para as primeiras páginas dos jornais quando se soube que tinha sido ele a convidar a destacada militante do Bloco de Esquerda, Joana Amaral Dias, para integrar as listas do PS às legislativas, pelo Círculo de Coimbra.

Tido como um gestor nato – já foi administrador e presidente do conselho de administração de diversas empresas do grupo Águas de Portugal –, Campos, com 44 anos, vai agora trabalhar com o ministro António Mendonça numa das mais importantes pastas governamentais.

Ao nível da política local – Campos já pediu a transferência da sua ficha de militante para a secção do PS de Oliveira do Hospital –, aquele membro do Governo deu a cara pela candidatura de José Carlos Alexandrino nas eleições autárquicas do dia 11 de Outubro e – simbolicamente – aceitou integrar o último lugar da lista de candidatos com que o PS concorreu à Assembleia Municipal.

Depois de Dulce Álvaro ter sido empossada como ministra do Ambiente, o PS de Oliveira do Hospital regozija-se agora com a recondução de Paulo Campos.

Líder do PS diz que Campos teve “um olhar atento e cuidado para com o interior do país”

Em declarações ao correiodabeiraserra.com, o líder do PS local, José Francisco Rolo, diz tratar-se de “um elemento que, pelo seu perfil, valoriza o Governo de José Sócrates”.

Salientando que esta recondução é “amplamente merecida”, Rolo diz que Paulo Campos “teve um olhar atento e cuidado para com o interior do país, e deixou uma marca em toda a região”, através do lançamento de um conjunto de projectos, na área das acessibilidades e do plano tecnológico, que vêm permitir “uma correcção das assimetrias” de desenvolvimento.

Consulte aqui o currículo do novo secretário de Estado.

LEIA TAMBÉM

SONAE (Ai – Ai …) Ou em como o “ouro” de uns é o nosso prejuízo!

CDU vê aprovado na Assembleia da União de Freguesias de Ervedal e Vila Franca da Beira voto de protesto contra falta de apoio das autoridades às vítimas dos incêndios

O eleito da CDU na Assembleia de Freguesia da União de Freguesias de Ervedal e …

Nova liderança da JSD de Oliveira do Hospital quer colocar problemas dos jovens na agenda política local

Virgílio Salvador, de 26 anos, foi eleito no domingo presidente da Juventude Social Democrata de …