Paulo Rocha não gostou de ouvir que a situação da ADI “é complexa e difícil do ponto de vista financeiro”

Quando dava conta da eleição do novo corpo directivo da Agência de Desenvolvimento Integrado (ADI) de Tábua e Oliveira do Hospital, José Francisco Rolo – é o novo presidente da estrutura – deixou escapar que a “situação da ADI é complexa e difícil do ponto de vista financeiro”.

A apreciação é que não caiu bem junto do ex-presidente da ADI e actual vereador do PSD, que aconselhou Rolo a apresentar os motivos que conduziram à situação actual da Agência.

“ O senhor foi posto ao corrente da situação financeira da ADI”, referiu Paulo Rocha, destacando os cortes de financiamento de que a Agência foi alvo. “Deveria ter dito porquê…não gosto de dúvidas”, continuou.

Às justificações de Rocha, o vice-presidente acrescentou as “despesas não elegíveis” e remeteu para uma próxima reunião da ADI a discussão sobre o assunto, com vista à tomada de soluções concretas.

“Insinuações é que não”, continuou Paulo Rocha, garantindo ter melhor conhecimento dos números do que o actual presidente da ADI.

Também o ex-presidente da Câmara Municipal saiu em defesa de Paulo Rocha. “Não pode é deixar no ar qualquer ideia que possa levar a uma leitura de que foram contraídas despesas que não deveriam ter sido contraídas”, sustentou Mário Alves, exigindo que sejam tidos em conta os critérios da “verdade e da transparência”.

LEIA TAMBÉM

SONAE (Ai – Ai …) Ou em como o “ouro” de uns é o nosso prejuízo!

CDU vê aprovado na Assembleia da União de Freguesias de Ervedal e Vila Franca da Beira voto de protesto contra falta de apoio das autoridades às vítimas dos incêndios

O eleito da CDU na Assembleia de Freguesia da União de Freguesias de Ervedal e …

Nova liderança da JSD de Oliveira do Hospital quer colocar problemas dos jovens na agenda política local

Virgílio Salvador, de 26 anos, foi eleito no domingo presidente da Juventude Social Democrata de …