Pedófilos condenados vão ser monitorizados durante 20 anos

O Conselho de Ministros aprovou um diploma que prevê a criação de uma lista de condenados por crimes de abuso sexual de menores que os obriga a avisar as autoridades quando se ausentarem de casa por mais de uma semana. A monitorização prolonga-se durante 20 anos.

Neste documento serão incluídos todos os dados pessoais dos pedófilos, como o nome, morada, filiação, dados do cartão de cidadão, número de crimes cometidos e respectivas penas. A lista estará disponível para os magistrados, as comissões de protecção de menores e os pais que a solicitem junto das autoridades, por suspeitas de alguém conhecido,

O Diário de Notícias refere que o paradeiro dos condenados por crimes de natureza sexual vai ser monitorizado durante 20 anos. Será o período durante o qual os integrantes da lista serão obrigados a alertar as autoridades sempre que se ausentarem da sua área de residência por mais de uma semana.

LEIA TAMBÉM

IMT vai recorrer de decisão que declarou ilegal fecho de centro de inspecção automóvel de Seia

O Instituto de Mobilidade e Transportes (IMT) anunciou que vai recorrer das decisões judiciais que …

Dez detidos em Seia por tráfico de droga

A GNR de Gouveia deteve, entre os dias 1 e 3 de Setembro, oito homens …