Pedófilos condenados vão ser monitorizados durante 20 anos

O Conselho de Ministros aprovou um diploma que prevê a criação de uma lista de condenados por crimes de abuso sexual de menores que os obriga a avisar as autoridades quando se ausentarem de casa por mais de uma semana. A monitorização prolonga-se durante 20 anos.

Neste documento serão incluídos todos os dados pessoais dos pedófilos, como o nome, morada, filiação, dados do cartão de cidadão, número de crimes cometidos e respectivas penas. A lista estará disponível para os magistrados, as comissões de protecção de menores e os pais que a solicitem junto das autoridades, por suspeitas de alguém conhecido,

O Diário de Notícias refere que o paradeiro dos condenados por crimes de natureza sexual vai ser monitorizado durante 20 anos. Será o período durante o qual os integrantes da lista serão obrigados a alertar as autoridades sempre que se ausentarem da sua área de residência por mais de uma semana.

LEIA TAMBÉM

Fiscalização da GNR sobre automobilistas levou a sete detenções

Detido em Seia traficante de estupefacientes

A GNR de Seia e de Paranhos da Beira detiveram um homem de 23 anos, …

Mortes em acidente em Tábua no acesso ao IC6

Dois homens morreram hoje na sequência de uma colisão frontal entre duas viaturas ligeiras numa …