Um ex- Presidente da República afirmou que , sempre que tivéssemos razão, devíamos usar do “direito à indignação”. É o que vou fazer!

Pela Estrada Real…

Fiquei perfeitamente estupefacta e indignada quando num jornal diário – o JN de 03 do corrente mês, na pág. 22 – noticiava que os IC6 ( Covilhã /Tábua ) , o IC7 ( Oliveira do Hospital/ Fornos de Algodres ) e o IC 37 ( Seia / Viseu ) iam ficar suspensos “ POR TEMPO INDETERMINADO” !

Ora como é possível acreditarmos nos políticos que nos governam quando, ainda no jornal “As Beiras”, de 31.10.2009, se dizia, com pompa e circunstância ( primeira página ) “Governo cumpre promessas – Dois mil milhões para estradas da região centro” !!!

Para pessoas de boa fé, poder-se-ia dizer que é por causa do tal deficit que, ninguém sabe como, saiu da cartola, na semana passada, como sendo de 9,3%.

Será que aconteceu, nos últimos quatro meses, qualquer catástrofe no nosso País da qual todos os Portugueses, graças a Deus, não se aperceberam, mas que, pelos vistos o atento Governo, captou ?! É que em 9 de Outubro findo, o Expresso noticiava “Governo Mantém défice nos 5,9% – Ministro das Finanças insiste na meta, para este ano, ou seja, 2009” !!!

Mesmo para quem nada perceba de dívidas – pois é da dívida de Portugal que se trata – não é possível convencer que em quatro escassos meses o mesmo Governo venha candidamente dizer que afinal a dívida era quase o dobro da que em Outubro garantiam se iria manter !

Por detrás desta disparidade enganosa do montante da dívida , deveriam meter a mão na consciência e fazer uma exclusiva” mea culpa! Na verdade , ainda no jornal Expresso , em 22 de Janeiro do corrente ano lia-se: Leis mal feitas custam 7,5 MIL MILHÕES de euros ao País!!! Será que já não há legisladores competentes no nossos País? Antigamente eram os Professores das Faculdades de Direito, cada um na sua especialidade, que redigiam as leis de acordo com o que lhes era solicitado pelo Governo. Eram supervisionadas na sua redacção, por outros tantos Professores das Faculdades de Letras ! Mudam-se os tempos…

Mas não ficam por aqui as aberrações: ainda no mesmo jornal Expresso, de 07 de Novembro, podia ler-se: “Derrapagem de 1 110 MILHÕES de euros nas auto-estradas! Com mil diabos, serão os técnicos que as delinearam e programaram que são tão incompetentes? Apetece-me dizer como aquele Espanhol : “ não acredito em bruxas, mas que as há, há …. !!!

E nesse mesmo artigo encontramos que, depois nas novas concessões de auto – estradas adjudicadas, Portugal passa a ser o SEGUNDO País na Europa com mais metros de Auto – estrada por Habitante ! Isto não foi no tempo das ” vacas Gordas “ – foi noticiado há escassos TRÊS meses .

E dinheiro para o famoso TGV, continua a existir! Vejamos, em época de não haver orçamento para as “nossas três estradas”, há milhões para que de Lisboa ao Porto se possa fazer a viagem em MENOS 20 MINUTOS que no actual comboio Alfa Pendular!!!

Convém lembrar que, exactamente neste ano em que se disponibilizam DOIS MILHÕES DE CONTOS (não de euros) para comemorar o centenário da República, os Oliveirenses continuam a deslocar-se pela “Estrada Real”. Talvez os mais novos já estejam mais habituados a conhecer o troço que, no nosso concelho, vai de Vendas de Galizes à Póvoa das Quartas por EN 17; mas as pessoas da minha geração e que residem no centro e sul do nosso concelho, só conheciam essa estrada por aquela designação, uma vez que foi começada a executar ainda no tempo dos Reis, isto é da Monarquia!

Senhores Governantes , que fique bem claro :Não retendemos Alta Velocidade nem, sequer, nenhuma Auto-Estrada – apenas e somente o que enxameia todo o País – uns pequenos Itinerários Complementares, desde há décadas prometidos!

E que não tentem sacudir a “água do capote”, espingardando que nada tem a ver com isso, dizendo que a aprovação do Orçamento do Estado dependia da não aprovação destes projectos, quando, como referi, os esbanjamentos a que aludi – para não citar outros – davam para estes três projectos e sobrava muito dinheiro !

Se eu fosse uma política com dimensão Nacional, se tivesse anunciados essas vias, se visse que havia dinheiro para encurtar a distância ente Lisboa e Porto em 20 minutos e não havia dinheiro para ajudar a desenvolver o centro do meu País, o menos que fazia era demitir-me !!

Adelaide Freixinho

LEIA TAMBÉM

O abandono a que a nossa região está entregue já não se resolve no mero debate político partidário. Autor: Luís Lagos

Às vezes, fruto da existência de algumas mentes menos iluminadas, desorientadas ou travadas pela ignorância, …

Incêndio

Anda tudo a gozar connosco!!! Autor: Luís Lagos

Anda tudo a gozar connosco!!! Eu estou absolutamente farto!!! Fartinho!!! Haverá quem leia este post …