Petróleo desceu, mas só a valorização do euro deve manter os preços nos actuais valores

Apesar das fortes quedas de preços nos mercados no início desta semana do petróleo, as sessões de quarta e quinta-feira apagaram a esperança de um corte nos preços finais e dificilmente que os combustíveis baixem de preço no início da próxima semana nos postos de abastecimento nacionais.

As sessões de segunda e terça-feira nos mercados internacionais foram favoráveis, mas a tendência virou na quarta e na quinta-feira, acabando por condenar os preços a uma semana de estagnação. E a forte valorização do euro em relação ao dólar esta semana até poderá mesmo evitar que se venha a reflectir uma subida ligeira nos postos de abastecimento. Segundo as contas do Economia ao Minuto com recurso ao dados da Bloomberg, os preços finais do gasóleo e da gasolina deverão ficar nos mesmos valores do início desta semana, quando foram revistos em baixa pela primeira vez em dois meses.

Mesmo com o corte da passada segunda-feira, os preços dos combustíveis em Portugal continuam a ser dos mais altos no último ano e meio, apesar de o petróleo estar muito mais barato do que na última vez que os preços atingiram estes valores. A carga fiscal aumentou muito. Apesar disso, o Governo garante que as margens das petrolíferas continuam a ser muito altas. O sector, pelo contrário, rejeita este argumento e garante que tem hoje menores taxas de rentabilidade.

LEIA TAMBÉM

GNR realizou ontem 40 detenções em flagrante delito, sete das quais por roubo

Dois detidos por crime de tráfico sexual em Seia

Um homem de 45 anos e uma mulher de 42 foram ontem detidos por suspeita …

Preços dos combustíveis sobem hoje pela oitava semana consecutiva

Os preços dos combustíveis aumentam hoje, sendo esta já a oitava semana de subidas consecutivas. …