Peugeot-Citroen suspende terceira equipa e deixa 280 pessoas sem emprego

Cerca de 280 trabalhadores da empresa Peugeot-Citroen de Mangualde vão ficar sem trabalho a partir do dia 25 de julho. Estes trabalhadores integravam a terceira equipa, o designado turno da noite, retomado em abril do ano passado.

De acordo com o diretor financeiro da empresa, Elísio Oliveira, a suspensão desta equipa coincide com o início do período de férias.

“Este turno foi criado em abril de 2013 e garantimos a manutenção até dezembro do mesmo ano. Mesmo assim, conseguimos que se mantivesse 18 meses”, sublinhou.

De acordo com o mesmo responsável, o lançamento deste turno em Mangualde “resultou do aproveitamento de uma oportunidade que sabíamos ser transitória por se prender com o facto de a Fábrica de Vigo do Grupo PSA registar naquela altura uma produção excepcional e temporária inerente à fase de lançamento dos modelos Citroen C-Elysée e Peugeot 301, possibilitando a transferência para Mangualde de alguns volumes dos modelos Citroen Berlingo e Peugeot Partner.”, referiu.

“Este factor extraordinário terminou e a fábricas voltam à sua produção nominal. Assim, neste contexto, faremos o natural ajustamento da nossa atividade produtiva descontinuando a laboração do 3º turno a partir do próximo dia 25 de Julho”, justificou.

Serão reduzidos aproximadamente 280 postos de trabalho, passando a empresa a empregar cerca de 820 colaboradores e a ter como referência uma produção de 192 veículos por dia.

jn.pt

LEIA TAMBÉM

O Governo aberto a negociar com municípios aumento da verba e prazo para limpeza de terrenos

As Câmaras municipais estão obrigadas a substituir-se aos privados se estes não limparem os terrenos …

Acessos à Serra da Estrela cortados devido à queda de neve

Algumas estradas de acesso à Serra da Estrela estão hoje de manhã cortadas devido à …