Peugeot-Citroen suspende terceira equipa e deixa 280 pessoas sem emprego

Cerca de 280 trabalhadores da empresa Peugeot-Citroen de Mangualde vão ficar sem trabalho a partir do dia 25 de julho. Estes trabalhadores integravam a terceira equipa, o designado turno da noite, retomado em abril do ano passado.

De acordo com o diretor financeiro da empresa, Elísio Oliveira, a suspensão desta equipa coincide com o início do período de férias.

“Este turno foi criado em abril de 2013 e garantimos a manutenção até dezembro do mesmo ano. Mesmo assim, conseguimos que se mantivesse 18 meses”, sublinhou.

De acordo com o mesmo responsável, o lançamento deste turno em Mangualde “resultou do aproveitamento de uma oportunidade que sabíamos ser transitória por se prender com o facto de a Fábrica de Vigo do Grupo PSA registar naquela altura uma produção excepcional e temporária inerente à fase de lançamento dos modelos Citroen C-Elysée e Peugeot 301, possibilitando a transferência para Mangualde de alguns volumes dos modelos Citroen Berlingo e Peugeot Partner.”, referiu.

“Este factor extraordinário terminou e a fábricas voltam à sua produção nominal. Assim, neste contexto, faremos o natural ajustamento da nossa atividade produtiva descontinuando a laboração do 3º turno a partir do próximo dia 25 de Julho”, justificou.

Serão reduzidos aproximadamente 280 postos de trabalho, passando a empresa a empregar cerca de 820 colaboradores e a ter como referência uma produção de 192 veículos por dia.

jn.pt

LEIA TAMBÉM

Denuncia do grupo do empresário Fernando Tavares Pereira coloca IMT sob investigação do DIAP

Duas empresas do grupo Tavfer, do empresário Fernando Tavares Pereira, a CIMA – Centro de …

Universidade de Coimbra aposta na folha de mirtilo para tratamento da Esclerosa Múltipla

Um projecto de investigação da Universidade de Coimbra aposta no potencial terapêutico da folha de …