PJ deteve incendiário reincidente em Arganil

A Polícia Judiciária, através da Diretoria do Centro, com a colaboração da GNR de Arganil, deteve um homem, divorciado, pela presumível prática de dois crimes de incêndio florestal, ocorridos no mês de maio e no dia 1 de setembro do corrente ano.

“O suspeito, agindo num forte quadro impulsivo e de alcoolismo, está fortemente indiciado de ter ateado dois focos de incêndio florestal nas referidas datas, sendo que no passado mês de agosto já tinha sido detido pelo mesmo tipo de crime”, informa PJ.

O detido, de 41 anos de idade, vai ser presente às autoridades judiciárias competentes para primeiro interrogatório e aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

No corrente ano, a Polícia Judiciária procedeu já à identificação e detenção de 55 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.

LEIA TAMBÉM

João Dinis acusa CM de Oliveira do Hospital de “negligência continuada” em estrada municipal

O membro da Assembleia de Freguesia da União de Freguesias de Ervedal e Vila Franca …

Dois detidos em flagrante em Tábua por cultivo de cannabis

O Núcleo de Investigação Criminal do Destacamento Territorial da Lousã deteve, ontem, dois homens com …