PJ deteve presumível incendiário em Oliveira do Hospital

A Polícia Judiciária, através da Diretoria do Centro, com a colaboração da GNR de Oliveira do Hospital, deteve um homem, solteiro, empregado de balcão, pela presumível prática de dois crimes de incêndio florestal, ocorridos no domingo no concelho de Oliveira do Hospital.

“O suspeito, agindo num quadro de vingança e de atração pelo fogo, está fortemente indiciado de, com um isqueiro, ter ateado dois focos de incêndio em terrenos povoados por mato e pinheiros, tendo ardido uma área superior a 12 hectares de floresta”, informa a Judiciária em comunicado enviado ao correiodabeiraserra.com, reportando-se ao incêndio ocorrido na zona a Norte do concelho oliveirense.

De acordo com a PJ, o detido, de 21 anos de idade, vai ser presente às autoridades judiciárias competentes para primeiro interrogatório e aplicação das medidas de coação consideradas adequadas.

Entretanto, ao início da tarde desta segunda feira, o concelho de Oliveira do Hospital voltou a ser assolado por novo fogo florestal. O episódio de incêndio registou-se na encosta do Vale do Alva, na freguesia de Santa Ovaia. A prontidão das equipas de sapadores, bombeiros e meios aéreos possibilitou a rápida extinção do fogo que a meio da tarde já estava dado como circunscrito. Pese embora as elevadas temperaturas que se têm revelado propícias à ocorrência de focos de incêndio e rápida progressão das chamas, há suspeitas de que o fogo tenha tido origem em mão criminosa.

LEIA TAMBÉM

Marcelo promulga comissão técnica para analisar fogos de Outubro que afectaram Oliveira do Hospital

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, promulgou hoje o diploma da Assembleia da …

O ódio à escola. Autor: Renato Nunes

7h00. O despertador toca e Mauro enrola-se nos cobertores, assim que consegue silenciar o maldito …