PJ deteve presumível incendiário florestal em Castelo Branco

A Polícia Judiciária, através da Diretoria do Centro, com a colaboração da GNR de Castelo Branco, deteve um homem, casado, aposentado, pela presumível prática de quatro crimes de incêndio florestal, ocorridos no concelho de Castelo Branco.

O suspeito, agindo num forte quadro impulsivo, está fortemente indiciado de, entre os dias 26 e 30 do passado mês de junho, a horas diversas, com um isqueiro, ter ateado quatro focos de incêndio em vegetação seca situada à beira da estrada, com continuidade para habitações e mancha florestal”, refere a PJ em comunicado enviado ao correiodabeiraserra.com.

Os incêndios só não atingiram maiores proporções devido à pronta intervenção dos populares e dos bombeiros, sendo certo que em todas as situações o suspeito ajudou também no combate às chamas.

O detido, de 67 anos de idade, foi presente a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

 

LEIA TAMBÉM

IP3 cortado na zona de Penacova devido a avaria de pesado

A avaria de um pesado, pelas 14 horas, provocou o corte do trânsito no IP3, …

Denuncia do grupo do empresário Fernando Tavares Pereira coloca IMT sob investigação do DIAP

Duas empresas do grupo Tavfer, do empresário Fernando Tavares Pereira, a CIMA – Centro de …