PJ deteve presumível incendiário florestal em Castelo Branco

A Polícia Judiciária, através da Diretoria do Centro, com a colaboração da GNR de Castelo Branco, deteve um homem, casado, aposentado, pela presumível prática de quatro crimes de incêndio florestal, ocorridos no concelho de Castelo Branco.

O suspeito, agindo num forte quadro impulsivo, está fortemente indiciado de, entre os dias 26 e 30 do passado mês de junho, a horas diversas, com um isqueiro, ter ateado quatro focos de incêndio em vegetação seca situada à beira da estrada, com continuidade para habitações e mancha florestal”, refere a PJ em comunicado enviado ao correiodabeiraserra.com.

Os incêndios só não atingiram maiores proporções devido à pronta intervenção dos populares e dos bombeiros, sendo certo que em todas as situações o suspeito ajudou também no combate às chamas.

O detido, de 67 anos de idade, foi presente a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

 

LEIA TAMBÉM

GNR realizou ontem 40 detenções em flagrante delito, sete das quais por roubo

Dois detidos por crime de tráfico sexual em Seia

Um homem de 45 anos e uma mulher de 42 foram ontem detidos por suspeita …

Preços dos combustíveis sobem hoje pela oitava semana consecutiva

Os preços dos combustíveis aumentam hoje, sendo esta já a oitava semana de subidas consecutivas. …