A Polícia Judiciária deteve seis homens pela prática de crimes violentos

PJ deteve suspeito de atear incêndio de Sever do Vouga

A Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro anunciou hoje a detenção de um homem, de 60 anos, suspeito de ter ateado um incêndio de grandes proporções que ocorreu na passada quinta-feira no concelho de Sever do Vouga. O suspeito, segundo informa a PJ, terá ateado um fogo com o intuito de limpar um terreno de onde tinha vendido madeira, apesar de o mesmo terreno ser confinante com uma mancha florestal, com largos hectares de extensão, não o podendo fazer, dadas as condições climatéricas que se faziam sentir.

“O fogo, que rapidamente se propagou aos concelhos de Sever do Vouga, Albergaria-a-Velha e Águeda, consumiu durante a passada quinta-feira mais de mil hectares de floresta, colocou em perigo inúmeras casas que os bombeiros só a muito custo conseguiram proteger, chegando a estar uma aldeia completamente cercada pelas chamas, o mesmo acontecendo com um grupo de bombeiros aquando do combate”, pode-se ler no comunicado.

A nota adianta ainda que no sábado, “devido às condições climatéricas, ocorreu um reacendimento que veio a consumir mais umas centenas de hectares de floresta, tendo voltado a colocar em perigo as populações de diversas aldeias”. Recorde-se que este incêndio foi combatido por mais de três centenas de bombeiros e dois helicópteros.

LEIA TAMBÉM

Tragédia dos incêndios em Oliveira do Hospital: cinco mortes, destruição, luto e escolas encerradas

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital decretou hoje três dias de luto municipal em …

Chamas destruíram pavilhão de fábrica têxtil em Seia

O incêndio que lavra no concelho de Seia destruiu um pavilhão de uma fábrica têxtil …