António Lopes

PJ investiga denúncias sobre a Câmara Municipal de Oliveira do Hospital e ouviu António Lopes

António Lopes foi ouvido hoje pela Polícia Judiciária (PJ) alegadamente no âmbito das denúncias que o próprio apresentou no Ministério Público de Oliveira do Hospital contra a Câmara Municipal. Lopes, que passou praticamente toda a manhã nas instalações do Tribunal daquela cidade com elementos da PJ, não prestou, no final, declarações, limitando-se a explicar que tinha sido advertido para não falar sobre um caso que se encontra em segredo de justiça.

Em causa, estão aparentemente as denúncias que António Lopes apresentou em Março e em Outubro do ano passado no Ministério Público de Oliveira do Hospital e que incluem, por exemplo, a aquisição de lonas para a EXPOH, à empresa Cobersun no valor 12.750,00 euros, mais IVA, quando, numa prospecção ao mercado, António Lopes diz ter encontrado o mesmo material por 6378,90 euros. Nas suas denúncias, Lopes colocou também em causa o processo de licenciamentos do restaurante Cristina, armazém da Sociedade de Construções Irmãos Peres e de construções de Joaquim Guerra, assim como os contratos estabelecidos pela autarquia e algumas empresas para a limpeza dos rios do concelho.

A BLC3 também foi uma instituição visadas. Nas denúncias de António Lopes chamava a atenção para os casos dos ajustes directos realizados por aquela instituição, entre os quais, a aquisição de dois geradores por 65 mil euros, um valor que o António Lopes considerou muito acima daquele que é praticado no mercado. Lopes pedia igualmente ao Ministério Público para esclarecer o facto de aquela instituição ter adjudicado, entre 2014 e 2015, 70 contratos, 69 dos quais por ajuste directo, muitos deles entregues a empresas recém-criadas, algumas encubadas na própria BLC3 e/ou de funcionários daquela plataforma. A aquisição de 49 por cento da BLC3 Evolution, por parte do investigador João Nunes, é outro dos assuntos que Lopes gostaria de ver esclarecido.

“Como em tudo na minha vida levo isto muito a sério. Se tenho dúvidas, tudo faço para procurar esclarecê-las. Primeiro perguntei, como devia, ao executivo via mesa da Assembleia Municipal para me clarificarem. Mas não respeitaram esse meu direito. Não recebi qualquer esclarecimento. Como quero ser elucidado sigo os meios legais que tenho à minha disposição”, contou ao CBS António Lopes, em Outubro quando apresentou uma das denúncias, frisando, na altura, que isto não significa que esteja a acusar ninguém de fazer algo de mal ou a cometer ilegalidades.

“Não estou a dizer que as pessoas não estão a fazer o seu melhor. Simplesmente há coisas que me levantam dúvidas, as quais quero ver esclarecidas, porque o meu dever é salvaguardar o interesse público. A Câmara Municipal fez quase 100 por cento de contratos por ajuste directo e isso preocupa-me. Não afirmo que o melhor não foi feito. Pode ter sido. Quero é que me expliquem”, descrevia, ao mesmo tempo que acusava a autarquia de não lhe facultar a documentação que vai solicitando. “Fazem tudo para me sonegar informação. Como tal, recorro para a CADA, IGF, Ministério Público e Tribunais Administrativos”, explicou na altura António Lopes, adiantando ainda que ninguém o poderá acusar de “fazer apenas os serviços mínimos no exercício das funções de eleito ”.

LEIA TAMBÉM

CDU: “Julgamos demasiado sem vergonha utilizar uma inauguração pública para os candidatos de um partido [PS] se promoverem”

O candidato à Assembleia de Freguesia de União de Freguesias de Ervedal e Vila Franca …

João Brito atónito com “campanha eleitoral a favor do PS” por parte da Câmara ao aprovar hoje mais 10 subsídios a instituições

O vereador do PSD João Brito está atónito com aquilo que classifica de falta de …

  • É segredo

    Ó Sr Lopes conte aqui tudo o que sabe. Mande lixar o segredo de justiça, ainda não reparou que para chegar a presidente da assembleia da republica o actual, teve que “cagar” nesse segredo.

    • António Lopes

      Pois… mas eu, navego noutras águas.Não vivo da política e não tenho a pretensão a julgar-me o dono nem do Concelho nem do País.Como disse as leis cumprem-se.O que persigo é a democracia, o rigor de gestão, do interesse público e a transparência.Tenho dito e posso continuar a dizer que, a meu ver, esses valores são escassos, por estas bandas.Tenho tentado corrigir, com pouco sucesso.Confesso que, neste momento, pelas decisões da CADA, pelo início do processo na PJ e por tudo aquilo que tenho denunciado, algo me diz que muita coisa vai mudar e muita gente vão aprender a respeitar o erário público e a ganhar a vida sem ser a transportar bandeiras…esperar para ver.Matéria penso que há.Se não pensasse não vinha de Cabo Verde especialmente para prestar declarações.Mas, isso é o que eu penso,Mas como já passei por doido, ressabiado e sei lá mais o quê, quem sabe não estou mesmo afectado..! Quem sabe..?

  • Já foste

    Só tenho uma coisa a dizer:
    “AI QUE TIRO”.

  • António Lopes

    Para que não haja quaisquer dúvidas, no que diz respeito aos processos de licenciamento, em tempo útil, isto é, quando ainda era presidente da Assembleia e depois de constatar a discussão sobre estes e outros licenciamentos, nas reuniões de Câmara, levantados o caso da CIP pelo próprio actual presidente, questionando Mário Alves, e os outros, por Mário Alves, questionando o actual presidente, pedi ao Senhor Presidente da Câmara cabal esclarecimento, pois não queria que, no mandato onde teórica e legalmente era o primeiro responsável do Concelho, houvesse possíveis ilegalidades.O Senhor presidente foi-me tentado “adormecer” pelo que me vi forçado a recorrer aos meios legais.Não tenho nada contra ninguém.O que tenho é respeito pelas funções a que me propus e pelos compromissos que assumi.Comigo as leis cumprem-se não se discute,.As boas defendem-se.As más contestam-se mas, enquanto o forem, cumprem-se. É que, há quem se defenda de assumir responsabilidades, desculpando-se que ando a perseguir e fiscalizar os licenciamentos.Não. Quis saber da lisura dos que foram discutidos em público enquanto tive responsabilidades maiores.Naturalmente,nas actuais funções, se souber de ilegalidades, cumpro o meu dever.Quanto ao dia de hoje como dito na notícia estou impedido de me pronunciar, pelo segredo de justiça.Descansem os Munícipes que, onde estiver o interesse do Concelho, por certo andarei por perto…

  • Alguém que negue

    Meus amigos, não foi só o Lopes que fez queixas.
    Deixem andar o barco que a coisa parece estar bem encaminhada.
    O Alex pensava que enganava os dele e ficava por aí? Há vários socialistas que aproveitaram a boleia do Lopes. Mas ele já sabe.
    Consta-se por Oliveira que estão 12 judites a investigar.

  • Venham as investigações

    Agora percebe-se o ambiente pesado que anda na câmara e no PS.
    Nem devem dormir de noite.
    Quem não deve não teme.

    • António Lopes

      Lá quanto ao dormir, no que depender de mim, farei tudo para que tenham o “merecido descanso”..! E se percebo alguma coisa disto, acho que lençóis e cobertores para se “embrulharem” também não devem faltar.A documentação que entreguei a toda a gente penso, dá pano que chegue.A avaliar pela repetida e “prolixa “razão que a CADA me dá..!Como sui dizer-se: “A justiça tarda mas chega”..! Isto de brincar com coisas sérias precisa da necessária correcção…
      Seria uma injustiça mudar de Concelho, como me aconselharam na última assembleia, sem deixar “limpo” aquilo que mais contribui para “sujar”..! Ir até posso ir mas que diabo,… deixem-me lá acabar o trabalhinho ou convencer-me que sou de outra galáxia…e que ando desfasado…A CADA diz que não!!!!!!

      • Goodbye Alex

        Quando o tiraram da cadeira, deram o maior tiro nos pés.
        Uma maioria nunca vista para saírem à francesa.

  • Tática

    O que sei é que isto a ficar bonito… Só facto de estar por aqui a PJ já é relevante….Lindo. É a CADA, a PJ…. mais umas dezenas oliveirenses. Já começa a ser muita gente a aliar-se ao mineiro. Não é nada bom sinal, sr. presidente. Será que o homem não terá alguma razão? Será que o treinador Alexandrino não está a levar um banho de tática do Lopes que lhe pode valer uma chicotada psicológica?

  • Guerra Junqueiro

    Não podia deixar passar este momento em claro, sem pelo menos agradecer a persistência com que o Sr Lopes, o 1º eleito, chegou a esta situação.
    Nota-se verdadeiramente um mau estar incomodativo a nível da vereação e da trupe socialista oliveirense. Não basta o presidente da concelhia PS gritar que lhe vão resistir para que tal aconteça. Para resistirem, é preciso mostrar serviço, contas, civismo e capacidade, ora nada disto acontece.
    Vão ser terríveis estes últimos dias daqueles que abusaram dos oliveirenses.
    Muito obrigado Sr Lopes.

    Cumprimentos
    Guerra Junqueiro

  • António Martins

    É uma boa oportunidade para demonstrar quem tem razão.
    O futuro o dirá…
    É perfeitamente normal prestar declarações à PJ, dadas as suspeições que são referidas por António Lopes.
    Actualmente não há ninguém constituído arguido, ao contrário de outros casos que rolam nos tribunais.
    No futuro vamos saber se há ou não fundamento em todas as acusações.
    Quanto às Leis, todos têm a obrigação de as cumprir. Por exemplo, todos devem assumir o que dizem, o que escrevem e as obrigações fiscais.

    • Tão calmo que está o Tonito

      Ora nem mais.
      Vamos ver o tempo que aguentam, neste estado de sítio.

    • António Lopes

      Sim.Isso é tudo normal.O que já o não é tanto é haver concursos onde concorrem empresas onde três tem dirigentes comuns, as propostas terem uma diferença de 50 euros entre elas e e em vários concursos, os concursos serem por prestação de serviços para evitar alvarás, serem convidadas exclusivamente empresas recem criadas sem qualquer curriculum, empresas de desenho fornecerem turbinas, lonas ao dobro do preço, geradores 4,5 vezes mais.Se isto é normal e devo ficar quieto e calado, então sigo o conselho do líder do PS e mudo de Concelho…Ando nisto há mais de 40 anos.Que há causa há.Se vai ter efeito, isso, desde que o Hitler mandou matar o locutor de rádio com prisioneiros fardados de Polaco para iniciar a 2ª guerra e desde que os Britânicos afundaram o seu próprio navio com mais de duas mil pessoas a bordo para os Americanos entrarem na guerra, eu estou preparado para todas as “verdades e para todas as “justiças”. Acaso o Galileu Galilei não foi obrigado a retratar- se quando afirmou que era a terra é que se movia e não o Sol, contrariando a Igreja e o Ptolomeu? Mas lá foi dizendo, enquanto negava: “E no entanto, ela move-se”… baixinho para ninguém ouvir porque, falar e pensar, há muitos séculos que é incómodo e perigoso..!

  • Justiceiro

    Nao se preocupe que o P.C. do Municipio de OHP ja foi investigado pela PJ quando era Presidente da Escola da Cordinha. Sabe o que aconteceu ao Processo? Foi arquivado, sendo uma denuncia caluniosa.
    Por outro lado o Sr AL foi investigado pela PJ por causa da aquisiçao de um imóvel em Lisboa, tendo sido deduzida acusação e foi julgado em Tribunal. A sentença foi clara : Condenado por corrupção com pena de prisão efetiva. O Folha do Centro trouxe este caso na 1 página.
    Como tinha dinheiro andou de recurso em recurso até conseguir pena suspensa.
    Mas foi condenado! Esta é a grande diferença entre estes dois homens.

    • Justiça cega

      Quando escreveres, escreve do que sabes e não escrevas asneiras, pois pegaste num ponto nefasto e negro para o P.C. de OHP.
      Primeiro foi investigado pelo MP e não pela PJ, segundo foi considerado culpado e teve que pagar assim como outros funcionários da escola. Felizmente não foi considerado culpado pela morte do aluno.
      Pois foi, o que levou à investigação foi a morte de um aluno que saiu sem darem conta devido à azafama que havia para entrarem e saírem coisas e pessoas que nada tinham a ver com a escola devido às FESTAS que o presidente fazia da escola juntamente com a sociedade e associações.
      A mania das festas com artistas de topo como foi o caso da Tony Carreira e da Daniela Mercury levaram a estas situações de descontrolo e o aluno saiu e morreu vitima de um acidente.
      O Sr presidente, depois destas investigações foi culpado por não pela morte do aluno mas pelas CONTAS mal explicadas.
      Já o AL recorreu e foi-lhe dada a razão.
      O P.C. de OHP foi culpado enquanto o 1º eleito foi inocentado.

    • António Lopes

      É verdade.E até criou jurisprudência..! Foi a primeira condenação por causa de negócios entre privados..! Posso é ter enganado.Por acaso comprei acima da base de licitação e vendi com prejuízo..!Como se pode provar.É que os advogados da outra parte eram O Senhor Doutor Vera Jardim e o Dr Castro Caldas, do gabinete de advogados Sampaio, Vera Jardim e Castro Caldas Associados.O meu advogado, como tenho muito dinheiro, até foi nomeado um oficioso..! Durante o processo ora estava um ora estava outro porque alternavam com ministro da justiça. E o problema lá da Cordinha, pode saber-se o que era, foi..? Puxem-me pela língua puxem…E quem safou a coisa? Ouvi dizer que foi a Coja..!Pode ser que , desta, a coisa fie mais fino…

    • Viva o FCP

      O P.C. do Municipio de OHP foi investigado quando era presidente da escola da Cordinha porquê?
      Não me digam que foi por causa da cor dos sacos!!!

  • António Lopes

    Eles não me respondem, criticam, mas há que reconhecer, ouvem-me.E vão “correndo na frente”. Hoje e para não variar, o Senhor Presidente começou a reunião de Câmara dizendo que iam todos presos…Como não sou Juiz não sei se vão se não.Se isto continuar a ser um Estado de direito, é minha convicção que haverá pelo menos uns vinte candidatos…! Esperar para ver.
    No Verão passado fiz por aí uma visita na ponte Romana, da quinta do Pisão, a estrada da Lageosa- Lagos,passando pelo cemitério, e a zona de Chão Sobral, Avelar Parente.
    Como as eleições se aproximam já falam que não vão pagar as dívidas dos outros, até inventaram 19 financiamentos herdados… para dizerem que vão fazer obra e endividar-se.O dinheiro está barato, se for para fazer obra não me oponho.Fico satisfeito por decidirem pavimentar a Estrada Lageosa.Lagos.Só perde por ir muito atrasada.Com o que vai a mais para festas e bola ao tempo que podia estar resolvida. Pergunto: A primeira vez que usei da palavra na AM, creio que em 17 de Dezembro de 2005, já clamei pela resolução dos acessos na zona do Avelar ao Chão Sobral e a ligação a Alvôco de Várzeas.Aqui há tempos foram lá, Avelar, numa algazarra porque nasceu lá uma criança.Fizeram bem.E resolver estes acessos, vai demorar muito..?
    Considerando os descontos no custo do saneamento, a reparação efectuada na rede de águas e esgotos a indemnização que a Câmara vai receber e o lucro dos RSU- Resíduos Sólidos Urbanos, quando é que vão repor os preços da água esgotos e recolha de lixos para preços compatíveis e aceitáveis e de acordo com o seu real custo..? Vejam lá se resolvem que é para eu não poder facturar politicamente e para ver se me “passa este mau feitio”. Só uma pergunta :as televisões vêm cá evidenciar a vida dos pastores, as suas dificuldades, as qualidades do queijo, o potencial do Concelho ou vêm cá satisfazer egos e vender automóveis..?