Polícia Judiciária deteve suspeitos de duplo homicídio de casal de ourives na Lousã

PJ procura alegado homicida do segurança da discoteca de Coimbra

As autoridades portuguesas estão em contacto com polícias internacionais para evitar a fuga de Portugal do presumível autor do homicídio de um segurança de uma discoteca de Coimbra no domingo de manhã. A Polícia Judiciária garante que estão a ser realizados “esforços bastante grandes” para localizar o suspeito, um cidadão de nacionalidade brasileira, de 21 anos, que se encontra a monte mais de 48 horas após a prática do crime.

O fugitivo é suspeito de ter assassinado a vítima com nove disparos de arma de fogo, ao início da manhã de domingo, pouco antes das 08h00, quando a discoteca já tinha encerrado. A vítima é um homem com cerca de 30 anos, natural da Guiné-Bissau, que fazia habitualmente serviço de segurança naquele estabelecimento de diversão nocturna, no centro de Coimbra, no exterior do qual se verificou o tiroteio.

Os primeiros tiros foram disparados a partir de uma viatura em andamento conduzida por um amigo do agressor, mas, segundo diversos relatos publicados nos últimos dois dias, o atirador regressou depois ao local e terá feito novos disparos sobre a vítima, quando esta já estava em agonia. Uma mulher que estava na companhia do homem abatido foi também atingida por alguns disparos e teve de receber tratamento na urgência dos Hospitais da Universidade de Coimbra.

LEIA TAMBÉM

Gouveia organiza 6ª Milha Urbana em Atletismo

Organizada Núcleo de Desporto e Cultura de Gouveia, a 6ª Milha Urbana em Atletismo que …

Candidato do PSD acusa executivo Tábua de não reflectir nas contas dívidas de 1,5 milhões

O candidato do PSD à Câmara Municipal de Tábua, José Pereira, acusa o actual executivo …