A Polícia Judiciária (PJ) está a desenvolver uma investigação junto da Associação de Desenvolvimento Integrado da Beira Serra (ADIBER) e já constituiu como arguido o presidente daquela instituição, José Cabeças.

Polícia Judiciária investiga projecto “não concluído” da ADIBER

A informação foi hoje avançada por o Jornal de Notícias, que refere estar em causa um projecto agro-turístico – a Quinta do Baião – financiado pelo programa comunitário Leader II, num montante de 234 mil euros, mas que nunca chegou a ser  concretizado. De acordo com aquele diário, o presidente da ADIBER terá admitido à PJ que desde que “foi transferido, o dinheiro esteve «disponível» na conta bancária da associação até 2004, mas «por dificuldades de tesouraria» a quantia foi utilizada «como uma conta corrente»”.

Em declarações ao JN, José Cabeças salientou, no entanto, que a ADIBER “pretende ainda desenvolver o projecto” e que a verba em causa foi utilizada, em Setembro de 2007, na aquisição do terreno da quinta do Baião, que ficou “formalizada por escritura”. Ainda de acordo com o JN, este processo surge na sequência de um inquérito instaurado pela Inspecção Geral da Agricultura e Pescas, que – num relatório – conclui que aquela associação, sedeada em Góis, “tem de devolver os montantes «indevidamente recebidos»”, sublinhando também que a “situação pode «configurar a prática de um crime de fraude na obtenção de subsídio»”.

Em declarações à Agência Lusa – prestadas na sequência da notícia publicada pelo JN –, Cabeças veio entretanto afirmar que aquele projecto “não se concretizou em tempo útil devido «à demora na venda dos terrenos por parte da autarquia»”, bem como refere que "a Comissão Nacional de Gestão do Leader II tinha conhecimento desta situação, o que nos salvaguarda um pouco".

LEIA TAMBÉM

Ministro Pedro Marques garantiu em Nelas que a aposta em infra-estruturas de transporte passa pela ferrovia e IP3, ignorando IC6 e IC12

O ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques, assegurou ontem em Canas de Senhorim, Nelas, …

José Carlos Alexandrino lança suspeitas sobre queijeiras de Seia nas descargas ilegais no rio Cobral

Como regresso da chuva, os habitantes que vivem próximo do rio Cobral temem que voltem …