Este Partido Socialista não é alternativa! E isto provam-no as políticas seguidas pelas direcções nacionais e regionais do PS. São políticas de direita, definidas e aplicadas através da “maioria absoluta” na Assembleia da República e do (des)governo e seus terminais regionais.

Pontos nos ii’s…

Como más consequências, é ver o que está a acontecer ao País. É ver como vai a nossa vida de todos os dias, cada vez com mais dificuldades, até ao insuportável. É ver as sucessivas escandaleiras. É ver como “vendem” Portugal ao estrangeiro por um punhado de privilégios as mais das vezes para “eles” próprios e suas clientelas. É a política de direita, pura e dura, sem dó nem piedade, que PS e PSD (e CDS/PP) sempre aplicam quando estão no (des)governo. Política de direita que o actual (des)governo aproxima já das últimas consequências com a degradação acelerada das liberdades e direitos democráticos mais elementares e (ainda…) consagrados constitucionalmente.

Chega até a ser patética a forma como cada um desses dois partidos alternantes no (des)governo “grita” para o outro, sobretudo nos debates televisionados, cada um procurando afinal demonstrar que, quando no poder, cada um deles consegue fazer ainda pior do que faz ou fez o outro… Mas enquanto em público ambos esses partidos “se gritam” mutuamente, ao mesmo tempo fazem os mais gravosos acordos políticos nos silêncios cúmplices dos gabinetes como voltou a acontecer na Assembleia da República no caso com a aprovação conjunta de mais uma malfeitoria política como é a nova Lei das Autarquias. Lamentável!

Recente Convenção Autárquica do PS de Oliveira do Hospital procura o embuste político em vez de respostas efectivas à política local de direita.

O PS local realizou há dias uma pomposa “convenção autárquica” e está no seu direito. Simplesmente, pelo que até agora veio a público, aquilo que fundamentalmente procuram os respectivos mentores é mais um embuste político, e ressalvo aqui a posição de outros participantes. Dos principais dirigentes do PS vieram pois a público “slogans” meramente propagandísticos como aquele de que o PS é que tem os “melhores quadros” para “salvar” o Concelho e etc, etc. Pois, pois, na conversa política em abstracto, para além dum certo messianismo de arremedo, é como se diz:- “presunção e água benta cada um toma as que quer ”… Mas enfrentem “eles” com coragem – com propostas e medidas concretas – os problemas e desafios reais do nosso Município. Sim, que aí é que “a porca torce o rabo”…

Então mas que raio: – será que estas políticas de direita do (des)governo PS não estão a prejudicar severamente também Oliveira do Hospital e a sua População?? Então encerram-nos a maior parte dos serviços da Zona Agrária… querem encerrar-nos o SAP nocturno do Centro de Saúde… mais o Tribunal de Comarca… Não aprovam as candidaturas ao programa governamental PARES para a construção e equipamento de pelo menos três Lares de Idosos e atribuem escassos lugares subsidiados pela Segurança Social para esses mesmos Lares de Idosos.

Dão-nos cabo do sistema de Ensino. Nunca mais regulamentam completamente o Quadro de Referência Estratégico Nacional, QREN- 2007 – 2013, do (des)governo e o Programa de Desenvolvimento Rural, PRODER, do Ministério da Agricultura. E as pequenas e médias empresas estão a ser asfixiadas pelas políticas financeiras restritivas. E eu podia aqui continuar a desfiar o rol… Em síntese, as políticas de direita do (des)governo PS prejudicam bastante mais o Concelho do que as políticas de direita da Câmara Municipal PSD ( e PS…).

Mas afinal, responde ou não o PS local e nacional a questões como estas:

– Quando, como e onde as novas instalações para a ESTGOH ???

– Quando e por onde o troço dos IC dentro do Concelho ??

– Fecham ou não:– o SAP nocturno; o Tribunal de Comarca; a Zona Agrária???

– Aprovam ou não, e quando, as candidaturas dos Lares de Idosos aos apoios da Segurança Social // Governo?

– Vai ou não haver muito mais verbas no PIDDAC// Orçamento de Estado – 2009 para o nosso Município?

É que quanto a importantes assuntos como estes – e não se enumeraram todos – a Convenção Autárquica do PS local, em concreto, disse nada…

Entretanto, cuidado com “eles”!…

Mas um “senhor” que lá foi intervir nessa Convenção – ainda por cima também presidente (?) de uma Câmara Municipal do nosso Distrito – esse “senhor” conseguiu ser tão sectário que terá afirmado uma cretinice política assim, e passamos a citá-lo segundo a comunicação social:- “se eu fosse vereador da oposição ( em Oliveira do Hospital, claro…) rezava para que o QREN (que dependente do governo…) se atrasasse para que a equipa no poder não conseguisse ser tão eficaz na sua governação”… Sim, terá sido isto mesmo que esse interveniente convidado pelo PS local cá veio dizer no conclave…

Ou seja, para ele, e provavelmente para o PS, pouco ou nada lhes importa que o nosso Concelho continue à espera, por muito mais tempo, por várias obras estratégicas que até já deveriam era estar feitas…só para que o PS possa ter melhores resultados nas eleições autárquicas de Outubro de 2009, em Oliveira do Hospital! Claro que agora virão dizer que uma tão cretina afirmação apareceu na comunicação social “fora do contexto”…

Porém, o dito está dito e publicado e é mesmo “do piorio” que temos ouvido. Mas também ilustra, mais uma vez, a forma iníqua e destrutiva com muita desta “rapaziada” faz politiquice. Portanto, cuidado com “eles”… Aliás, perante uma afirmação como a citada, é legítimo admitir-se que, às tantas, deles mesmos vão sair “mensagens” para que o “seu” (des)governo PS não aprove pelo menos alguns dos projectos a que o nosso Município já se candidatou e se vai candidatar no âmbito do tal QREN. Aliás, recentemente, já foi “chumbada” uma candidatura da Câmara a um pequeno projecto… É por estas e por muitas outras que aqui se reafirma:– sozinho, com estas políticas de direita, este PS local e nacional não é alternativa real a coisa alguma e seja lá onde for.

E que não nos venham para cá algumas personalidades PS – quais “donzelas ofendidas” – com a costumada “cassete” do “ai, ai, ai, que os comunas odeiam o PS ! ”… Pudera ! Com tamanhas malfeitorias políticas cá, lá e em toda a parte, porventura queriam que lhes déssemos “beijinhos” de agradecimento, não?…

PS: – entretanto foram “substituídos” dois ministros deste (des)governo. Pena que ainda não tenha ido prá rua o (des)governo todo para, pelo menos, podermos aliviar um pouco destas malditas políticas de direita.

Mas “eles” hão-de ser corridos e nisso nós vamos continuar concentrados, que ninguém tenha dúvidas ! E aliás como tem acontecido, vamos corrê-los uns atrás dos outros – nem que demore “séculos” – até conquistarmos aquilo que já muito tarda:– outras e melhores políticas para Portugal, para que as Portuguesas e os Portugueses possam viver melhor e ser mais felizes!

LEIA TAMBÉM

Cartões e telemóveis podem andar juntos na carteira? Autora: Isa Tudela

Pense neste cenário: vai às compras, carrinho cheio e na hora de pagar o cartão …

CNA faz proposta, sem resposta. O Ministro da Agricultura gosta é de “pôr ovos em ninhos alheios” para fazer a “sua” propaganda do costume… Autor: João Dinis, jano

O Ministro da Agricultura visita o “Centro de Recria de Ovelhas Bordaleiras” da ANCOSE,   em …