Porco e Enchido voltam a reinar em Meruge

 

… sobe à Lage Grande no dia 11 de novembro.

Aguardada pelos milhares de visitantes que, por esta altura, fazem do certame paragem obrigatória, a Feira do Porco e do Enchido volta, já no próximo fim de semana, a cumprir calendário e a reafirmar-se no domínio da programação cultural concelhia e regional.

Há 10 anos a atrair milhares de visitantes à Lage Grande de Meruge, a Feira do Porco e do Enchido há muito que ultrapassou o primitivo desígnio de homenagear “comerciantes de carne de porco” para se se situar – refere o presidente da Junta de Freguesia, Aníbal Correia – “no patamar das mais genuínas, atrativas e duradouras mostras do Mundo Rural da região centro”.

Já atingiu “o estatuto único de melhor cartaz lúdico/gastronómico da Beira Serra”, refere o autarca local que responsabiliza o certame pela criação de “um património único de qualidade e diversidade de propostas gastronómicas, lúdicas e culturais que atraem cada ano mais turistas e amantes dos sabores vernáculos, da diversão de rua, da música popular, das artes e ofícios, do artesanato”.

Recreando um modelo de “feira à moda antiga”, a 10ª Feira do Porco e do Enchido vai-se apresentar como um espaço povoado de almocreves, bufarinheiros, amola tesouras, sapateiros, canastreiros e ferreiros e também temíveis “jogadores de pau”, que varrem a feira na vertigem do seu “estadulho” de lódão, armando bravas zaragatas por dá cá aquela palha, num ambiente de todo comparado com o descrito por mestre Aquilino Ribeiro nos seus livros.

Com animação diversa reservada para o palco natural da Lage Grande, o certame volta a brindar os visitantes com o “regalado consolo para o estômago”. Arroz de Suã, Torresmos à Moda de Meruge, Feijoada à Moda de Nogueirinha, Porco Bísaro no Espeto, Bolas de Carne, Bacalhau ou Sardinha são iguarias que disputam o lugar cimeiro às Chouriças de Carne, às Chouriças de Bofes, aos Salpicões, às Farinheiras, aos Presuntos Curados e às inigualáveis Morcelas de Sangue. Os visitantes podem ainda optar por comprar a carne e fazer a refeição, utilizando as fogueiras e as caçoilas ao seu dispor.

As feiras de artesanato e agricultura familiar, o concurso de doçaria tradicional, a mostra de Porco Bísaro, fabrico de chouriças ao vivo e o jogo “Em Busca do Leitão perdido” são também motivos de atração, no evento que conta com o contributo inigualável do Grupo Vivarte e dos grupos “FarraKáustica”, “Rusga e Bombos de Couto de Dornelas”, O Grupo de Tocadores de Concertina e Cantadores ao Desafio do Alto Minho”, o Grupo de música popular “Fonte da Pipa”, os “Sons da Serra”e os “Cornalusa”.

Toda uma animação que vai ser uma constante no certame que abre portas pelas 09h30 de domingo, 11 de novembro e onde não vão faltar os passeios de burro reservados para as crianças. “Meruge ao Fumeiro”, serve ainda de tema ao passeio pedestre reservado para a manhã do mesmo dia.

A Feira do Porco e do Enchido acontece no domingo, mas o certame é precedido no sábado, com a realização de um magusto tradicional e um espetáculo circense em malabares de fogo. O grupo “A Semente” também vai apresentar duas peças teatrais na Associação dos Amigos de Meruge.

LEIA TAMBÉM

Cemitério de Nogueira do Cravo vai ser ampliado

A Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital aprovou na sexta-feira o alargamento do cemitério de …

LMAN promove “peregrinação” ao Santuário de Nossa senhora das Preces em Vale de Maceira

A Liga de Melhoramentos Desporto e Cultura de Aldeia de Nogueira (LMAN) vai realizar no …