Portugal não vai alterar metas do défice, diz Passos Coelho

… não vai seguir os passos da Espanha e rever as metas do défice para fazer face à contração do PIB.

Na entrevista, Passos Coelho é claro ao dizer que Portugal “não vai de maneira nenhuma” alterar os objetivos definidos para o défice orçamental, que deverá ter sido de quatro por cento em 2011, mantendo-se o alvo para este ano nos 4,5 por cento e nos três por cento em 2013.

“A Espanha está numa situação diferente. Têm mais espaço para manobrar de modo a atingir o alvo em 2013. Nós estamos num programa de ajustamento, por isso não podemos falhar os objetivos”, disse Pedro Passos Coelho à agência financeira Bloomberg, dias depois de Madrid ter aumentado as suas metas de défice para 5,8% do Produto Interno Bruto (PIB) este ano.

O governante português explicou, ainda, que não vai procurar concessões por parte dos credores, ou seja, não vai seguir o exemplo grego no que toca ao setor privado na renegociação da dívida.

“É uma situação diferente. Os empréstimos portugueses já têm um nível de juros muito bom”, declarou Pedro Passos Coelho, rejeitando qualquer possibilidade de uma reestruturação da dívida nacional nos próximos anos.

LEIA TAMBÉM

Maria Barroso faleceu esta madrugada

Maria Barroso morreu esta madrugada. Aos 90 anos, a mulher do ex-presidente da República Mário …

Mais de metade do país está em seca extrema

Maio de 2015 foi o terceiro mais seco dos últimos 11 anos e no final …