Portugal vence, não convence e regressa a casa

A seleção portuguesa, que venceu o Gana por 2-1, não conseguiu passar aos oitavos de final do Campeonato do Mundo. Embora tivesse feito um bom jogo com diversas oportunidades para marcar, os conquistadores não conquistaram a presença na próxima fase da competição. Para a história ficam as várias lesões, a má preparação física e muitas críticas a Paulo Bento.

A qualidade de jogo da equipa portuguesa, tendo sido maior do que a demonstrada nos dois jogos anteriores, não foi ainda assim suficiente para garantir a continuidade na prova. A equipa portuguesa diz adeus ao Campeonato do Mundo, deixando para a história uma prestação muito fraca e muito criticada.

Paulo Bento também não sai bem na fotografia. Desde que revelou os convocados, o selecionador foi alvo de duras críticas. A goleada frente à Alemanha (4-0), o empate com os Estados Unidos (2-2) e as várias lesões que deixaram a equipa desfalcada levaram Humberto Coelho e Henrique Jones à sala de conferência de imprensa dar explicações.
O Gana, por seu lado, fez o seu trabalho. Surpreendeu a Alemanha e os Estados Unidos e esteve com um pé nos oitavos. Se tivesse ganho a Portugal, a equipa africana tinha marcado presença na próxima fase da competição.

noticiasaominuto.com

LEIA TAMBÉM

idosos

Idoso desaparecido em Trancoso

Os Bombeiros e a GNR estão a procurar um homem de 90 anos que foi …

frio

Frio vai acentuar-se amanhã, mas sem previsão de chuva para os próximos dias

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para amanhã uma descida das …

  • Pritágoras

    Pois…
    Durante centenas de anos, a maioria dos emigrantes portugueses que foi à procura de fama e de proveito nas “Terras de Vera Cruz”, não conseguiu juntar dinheiro para a viagem de regresso…e lá ficou…
    Estes portugueses, da “elite” futebolística,hoje, para além do proveitoso rendimento adquirido – já aceitam pagamento de impostos? -pela representação do país naquela competição, regressam com pouca fama…mas regressam.
    Parece que , depois de toda esta (mais uma) “fraude”, apenas a Federação Portuguesa de Futebol ficou convencida…e vai ficar tudo na mesma…

    • Sem voz

      É assim, no entanto também já cá pagaram várias vezes os impostos ao Fernando Tordo, e mesmo assim quis ir à procura da fama e do proveito para essas paragens. Mesmo a cantar a tourada mais ao jeito de garraiada.

  • Marco Brito

    Para finalizar, deixo mais uma vez o comentário que fiz nos outros campos

    ——–

    Boa noite a todos.

    Não sou natural de Oliveira do Hospital, mas falaram-me deste jornal e do que se passava aqui. Estou a passar por Oliveira do Hospital por me terem falado da zona do colcorinho, os mesmos que falaram deste jornal, e lembrei-me de vir ver os jornais locais online para conhecer mais da região. Este de facto foi o que me fez perder mais tempo, mas pela negativa.

    Perdi uns minutos a ver as notícias e a ler os comentários por curiosidade. Vi que os comentários eram feitos pelos mesmos e sem conteúdo interessante.

    Tenho vergonha que existam pessoas assim e no meu país, que parecem miúdos sem educação e que não têm trabalho nem nada para fazer. Também quero deixar um reparo para o jornal: sendo um jornal online e onde as crianças podem aceder facilmente, é incorreto deixa apresentar os conteúdos que aparecem e que não são exemplo para ninguém. Não sei como podem deixar isto acontecer.

    Mais me envergonha que vejo criticas a coisas positivas. Será que só damos valor ao mal e ao estrangeiro.

    Espero que melhor a cultura das pessoas que perdem tempo aqui para apenas a dizer mal, que o seu nível de educação cresça e seja um exemplo para os mais novos e que AS PESSOAS SE DEDIQUEM MAIS A TRABALHAR DO QUE A FALAR DOS OUTROS.

    Também deixo um comentário final ao Jornal. É necessário que os jornais façam mais o seu papel de informação e que não sejam apenas um local onde existe falta de respeito,

    falta de educação e se deixe que as pessoas que não têm nada para fazer critiquem tudo e todos.

    Cumprimentos,

    Marco Brito