Praia fluvial de Avô novamente em risco de cheia

Em consequência das fortes chuvas que se têm feito sentir nos últimos dias, o caudal do Alva tem estado a aumentar fortemente e as águas revoltas do rio já extravasaram, nesta madrugada, para a zona da praia fluvial.

Contactado pelo correiodabeiraserra.com o presidente da Junta de Freguesia (JF) local disse que por enquanto “a situação ainda não é grave”, mas mostrou-se céptico quanto à possibilidade de as condições meteorológicas se agravarem nos próximos dias.

Aristides Costa, frisou a este diário digital que a JF de Avô já teve de efectuar algumas acções de limpeza – um candeeiro de iluminação foi derrubado – e deu conta de que as águas do Alva, à semelhança do que aconteceu em 2006, arrastam vários “troncos de madeira”, o que pode potenciar a ocorrência de danos naquela praia que, ciclicamente, vem sendo afectada pelas cheias.

De acordo com as previsões do Instituto de Meteorologia – consulte aqui as previsões do tempo –, as condições climatéricas têm tendência a agravar-se durante a noite de hoje e nos próximos dias, havendo inclusivamente a possibilidade de ocorrência de trovoadas e queda de neve nas terras altas.

Para recordar a situação de caos com que os avoenses se depararam em finais de Outubro de 2006, veja aqui as imagens captadas por um vídeo-amador.

LEIA TAMBÉM

Cemitério de Nogueira do Cravo vai ser ampliado

A Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital aprovou na sexta-feira o alargamento do cemitério de …

LMAN promove “peregrinação” ao Santuário de Nossa senhora das Preces em Vale de Maceira

A Liga de Melhoramentos Desporto e Cultura de Aldeia de Nogueira (LMAN) vai realizar no …