Prémio António Campos leva alunos de Oliveira ao Parlamento Europeu

A JS de Oliveira do Hospital procedeu, ontem, à entrega do prémio António Campos a sete jovens do concelho que se distinguiram pelo mérito escolar. Os estudantes visitam o Parlamento Europeu entre 6 e 8 de julho.

Sete  jovens da Secundária de Oliveira do Hospital e da Eptoliva viram, ontem, o seu bom desempenho escolar ser reconhecido por uma juventude partidária. Em causa está a atribuição do prémio António Campos instituído pela Juventude Socialista de Oliveira do Hospital há cinco anos e que, todos os anos, premeia os melhores alunos do ensino secundário com uma visita ao Parlamento Europeu. Este ano, pelo facto de existirem “bilhetes a mais” a atribuição do prémio foi alargada à Eptoliva, tendo porém ficado a garantia de que, em próximos anos, o prémio seja também destinado aos melhores alunos da escola profissional.
“Este prémio tem como objetivo promover a meritocracia escolar”, começou por explicar o presidente da JS oliveirense, que está consciente de que por via da atribuição anual deste prémio, a JS “mostra-se como força partidária que se importa com Oliveira do Hospital e que está disposta a fazer política de proximidade com escrúpulos e com valores”. Do mesmo modo, André Duarte destaca o facto de o prémio ter associado o nome de António Campos, entendido como “um ilustre cidadão do concelho”. “Assim também lhe prestamos homenagem”, afirmou o dirigente da Juventude Socialista.
“Deve ser um orgulho para a JS ter um prémio com o nome António Campos pelo seu exemplo cívico de empenhamento político e de batalhador”, afirmou também o presidente da Concelhia Socialista, certo de que “não havia melhor nome a dar a um prémio”. “É um europeísta convicto que sempre acreditou nas virtudes da Europa”, afirmou José Francisco Rolo que, tomando por base o atual clima europeu, desafiou os alunos premiados a “lembrar os senhores eurodeputados para que é que a Europa foi construída”. “Digam-lhes que o espaço europeu deve ser de inovação, criatividade e desenvolvimento tecnológico e onde as fronteiras não servem para pôr alemães contra o sul da Europa”, disse o socialista, que pediu ainda aos jovens estudantes que se preparam para rumar ao Parlamento Europeu para informarem os eurodeputados de que “não interessa uma Europa dividida com países a Norte desenvolvidos e com acesso a tudo e com países a Sul fustigados por uma ditadura e vida difícil imposta pelo Norte”. No entender de José Francisco Rolo “isso não é Europa, é uma imposição ditatorial de um neoliberalismo sem rosto e onde as pessoas são trocadas por gráficos e folhas Excel”.
“Levem a mensagem da forma injustiçada como é tratado o nosso país”, referiu de igual modo a vereadora da Educação na Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, Graça Silva, que fez também questão de enaltecer o trabalho e mérito dos alunos premiados, bem como dos professores que “estão por trás deste sucesso”.
A atribuição do prémio António Campos aos sete jovens oliveirenses conta com o patrocínio do Eurodeputado socialista Vital Moreira. Na viagem que vai decorrer entre 6 e 8 de julho, os estudantes fazem-se acompanhar do professor de História, Luís Torgal.

LEIA TAMBÉM

Raul Alarcon conquistou camisola amarela em Oliveira do Hospital e Marcelo Rebelo de Sousa concentrou atenções

O espanhol Raul Alarcon (W52-FC Porto) foi hoje a grande figura da Volta a Portugal …

Os pais da exclusão: o choque de civilizações. Autor: Renato Nunes

O (escasso) debate entre David Rodrigues e Luís de Miranda Correia, no passado mês de …

  • Guerra Junqueiro

    Não se esqueçam de os inscrever no partido.

    Cumprimentos
    Guerra Junqueiro