Prémio António Campos leva alunos de Oliveira ao Parlamento Europeu

A JS de Oliveira do Hospital procedeu, ontem, à entrega do prémio António Campos a sete jovens do concelho que se distinguiram pelo mérito escolar. Os estudantes visitam o Parlamento Europeu entre 6 e 8 de julho.

Sete  jovens da Secundária de Oliveira do Hospital e da Eptoliva viram, ontem, o seu bom desempenho escolar ser reconhecido por uma juventude partidária. Em causa está a atribuição do prémio António Campos instituído pela Juventude Socialista de Oliveira do Hospital há cinco anos e que, todos os anos, premeia os melhores alunos do ensino secundário com uma visita ao Parlamento Europeu. Este ano, pelo facto de existirem “bilhetes a mais” a atribuição do prémio foi alargada à Eptoliva, tendo porém ficado a garantia de que, em próximos anos, o prémio seja também destinado aos melhores alunos da escola profissional.
“Este prémio tem como objetivo promover a meritocracia escolar”, começou por explicar o presidente da JS oliveirense, que está consciente de que por via da atribuição anual deste prémio, a JS “mostra-se como força partidária que se importa com Oliveira do Hospital e que está disposta a fazer política de proximidade com escrúpulos e com valores”. Do mesmo modo, André Duarte destaca o facto de o prémio ter associado o nome de António Campos, entendido como “um ilustre cidadão do concelho”. “Assim também lhe prestamos homenagem”, afirmou o dirigente da Juventude Socialista.
“Deve ser um orgulho para a JS ter um prémio com o nome António Campos pelo seu exemplo cívico de empenhamento político e de batalhador”, afirmou também o presidente da Concelhia Socialista, certo de que “não havia melhor nome a dar a um prémio”. “É um europeísta convicto que sempre acreditou nas virtudes da Europa”, afirmou José Francisco Rolo que, tomando por base o atual clima europeu, desafiou os alunos premiados a “lembrar os senhores eurodeputados para que é que a Europa foi construída”. “Digam-lhes que o espaço europeu deve ser de inovação, criatividade e desenvolvimento tecnológico e onde as fronteiras não servem para pôr alemães contra o sul da Europa”, disse o socialista, que pediu ainda aos jovens estudantes que se preparam para rumar ao Parlamento Europeu para informarem os eurodeputados de que “não interessa uma Europa dividida com países a Norte desenvolvidos e com acesso a tudo e com países a Sul fustigados por uma ditadura e vida difícil imposta pelo Norte”. No entender de José Francisco Rolo “isso não é Europa, é uma imposição ditatorial de um neoliberalismo sem rosto e onde as pessoas são trocadas por gráficos e folhas Excel”.
“Levem a mensagem da forma injustiçada como é tratado o nosso país”, referiu de igual modo a vereadora da Educação na Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, Graça Silva, que fez também questão de enaltecer o trabalho e mérito dos alunos premiados, bem como dos professores que “estão por trás deste sucesso”.
A atribuição do prémio António Campos aos sete jovens oliveirenses conta com o patrocínio do Eurodeputado socialista Vital Moreira. Na viagem que vai decorrer entre 6 e 8 de julho, os estudantes fazem-se acompanhar do professor de História, Luís Torgal.

LEIA TAMBÉM

Polícia Judiciária deteve mulher que tentava introduzir haxixe na prisão de Coimbra

PJ deteve em Coimbra autor de crimes de homicídio, na forma tentada e de roubo

A Polícia Judiciária deteve um homem pela presumível prática de um crime de homicídio, na …

GNR realizou ontem 40 detenções em flagrante delito, sete das quais por roubo

Filho preso por suspeitas de ter matado mãe com martelo em Viseu

O homem de 37 anos suspeito de ter matado a mãe em Santarinho, no concelho …

  • Guerra Junqueiro

    Não se esqueçam de os inscrever no partido.

    Cumprimentos
    Guerra Junqueiro