Prémio Manuel Gouveia Serra perpetua nome de falecido comandante

… prestar homenagem ao saudoso comandante da corporação da cidade.

O município de Oliveira do Hospital voltou ontem a dar cumprimento a um ritual que, desde 2006, ganha vida por ocasião da comemoração de cada aniversário da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da cidade.

Tratou-se da atribuição do prémio Manuel Gouveia Serra, instituído desde 2006, ao bombeiro que no ano anterior mais se destacou no trabalho que desenvolveu ao serviço da corporação de Oliveira do Hospital.

Carlos Manuel Costa, bombeiro de primeira, admitido no corpo de bombeiros em 1991, foi o escolhido no seio da corporação, por em 2012 se ter distinguido pela pontualidade e assiduidade, relações interpessoais, responsabilidade e empenhamento.

Considerado “bombeiro do ano 2012”, Carlos Manuel Costa recebeu o prémio das mãos do presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital que, naquela hora, fez questão de se fazer acompanhar da viúva do falecido comandante, Teresa Serra.

“Este prémio tem um significado especial”, considerou o presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital que apesar de privado da presença física de Manuel Gouveia Serra, está certo da sua presença na comemoração de cada aniversário dos bombeiros. “Sinto que ele está no meio de nós e importa recordá-lo sempre”, confidenciou José Carlos Alexandrino.

Nos 91 anos da corporação dos bombeiros, também Teresa Serra presenteou a Associação Humanitária com uma pintura em tela do símbolo dos bombeiros oliveirenses, da autoria de Lucinda Maria. Um presente que Teresa Serra entregou em seu nome e do falecido marido e comandante da corporação.

Tradicionalmente palco de distinções, a cerimónia comemorativa do aniversário dos bombeiros oliveirenses ficou ontem também marcada pela entrega de distinções honoríficas de grau cobre (José Joaquim Neto da Costa e Luís Filipe Neto da Costa ), prata ( Jaime Dinis, António José Borges e Paulo Alexandre Brito) e ouro ( adjunto de comando Paulo Sousa).

Com a distinção grau ouro, a corporação também reconheceu os serviços prestados pelo mecânico da corporação nos últimos 30 anos, Ernesto Oliveira.


De registar também a distinção grau ouro atribuída ao “bombeiro sem farda” Rolando da Silva Brito, proprietário de um restaurante, que a qualquer hora do dia sempre de disponibilizou para fornecer refeições aos bombeiros, evidenciando “elevado espírito de altruísmo”.

LEIA TAMBÉM

CDU reclama transporte público até Ervedal da Beira e acusa Câmara de se esquecer de obras importantes

Os elementos da CDU representados na União das Freguesias de Ervedal da Beira e Vila Franca …

Tábua inaugurou posto de carregamento de veículos eléctricos

A Câmara Municipal de Tábua inaugurou hoje o Posto de Carregamento de Veículos Eléctricos. O …