Presidente da câmara abandonou reunião da ANIVEC/APIV após intervenção de empresário oliveirense

…que a Associação Nacional das Indústrias de Vestuário e Confecção (ANIVEC/APIV) promoveu em Oliveira do Hospital para fazer “uma análise sobre a situação económica dos têxteis na região”, e que mobilizou cerca de 40 empresários ligados ao sector, oriundos de vários concelhos da região.

A informação chegou hoje à redacção deste diário digital através de uma fonte que esteve presente naquele encontro de empresários, e que descreveu o episódio da seguinte forma: quando Mário Alves estava no uso da palavra e se congratulava pela realização deste tipo de iniciativas, o empresário Carlos Brito, que classificou o chefe do executivo oliveirense como “um homem trabalhador e incorrupto”, interrompeu o autarca do PSD, sustentando que a sua presença naquela reunião tinha motivos políticos. Isto porque, conforme terá afirmado o antigo homem forte da Davion, durante todos estes anos Alves nunca se preocupou com a situação em que vivem as empresas instaladas no concelho de Oliveira do Hospital.

Apanhado de surpresa, o presidente da câmara interrompeu a sua alocução, afirmando que perante aquela atitude se via forçado a abandonar a reunião. Momentos antes da conferência de imprensa que a ANIVEC/APIV promoveu com os jornalistas, Alves e o seu vice-presidente, Paulo Rocha, sairam do hotel S. Paulo.

A posição tomada por Carlos Brito gerou algum mal-estar na sala, porque conforme referiu ao correiodabeiraserra.com uma outra fonte presente naquela reunião, que não se quis identificar, “para Mário Alves ali estar é porque alguém o convidou”.

Defendendo que a opinião de Carlos Brito é partilhada por vários empresários do sector, a mesma fonte salientou no entanto que “não era o momento nem a forma” para se interpelar o autarca.

Uma outra fonte, que também solicitou o anonimato, realçou entender a polémica levantada por Carlos Brito, porque – de acordo com o que referiu – “todos nós sabemos qual tem sido a postura de Mário Alves” relativamente aos problemas que se vem abatendo sobre um sector que é o principal empregador de Oliveira do Hospital.

De acordo com o que o CBS online apurou, esta reunião da ANIVEC/APIV – a entidade com maior representação no sector – foi solicitada pela Irsil e o convite dirigido ao presidente da câmara também partiu da própria empresa.

LEIA TAMBÉM

IMT vai recorrer de decisão que declarou ilegal fecho de centro de inspecção automóvel de Seia

O Instituto de Mobilidade e Transportes (IMT) anunciou que vai recorrer das decisões judiciais que …

Dez detidos em Seia por tráfico de droga

A GNR de Gouveia deteve, entre os dias 1 e 3 de Setembro, oito homens …