Presidente da Câmara considera que a Ficacol “pertence ao passado”

…Temos muitas e boas iniciativas no concelho”, afirmou hoje, em reunião pública do executivo camarário, o presidente da Câmara de Oliveira do Hospital, depois de ter sido interpelado pelo vereador do PS sobre a possibilidade de se começar a pensar em reeditar aquele certame em 2009.

“É um evento com muita história que marcava, de alguma forma, a agenda do concelho”, sublinhou José Francisco Rolo. “Temos tecido empresarial, temos um forte movimento associativo, duas estruturas empresariais – o NDEIB e a ADITO –, e a população está interessada. Creio que é um projecto de interesse municipal”, observou ainda aquele vereador socialista.

Defendendo que Oliveira do Hospital precisa da “ organização de um grande evento”, Rolo desafiou o chefe do executivo a fazer as contas sobre “quanto é que custam as diversas iniciativas promovidas pela Câmara” – na sua óptica “estão diluídas no tempo – para se verificar o que é que é mais útil: se “as pequenas iniciativas de cariz popular ou a Ficacol”. “São concepções”, respondeu Mário Alves, voltando a insistir na tese de que a Ficacol “pertence ao passado”.

Criada no início da década de 80 pelo executivo de António Simões Saraiva, a Feira Industrial, Comercial, Agrícola e Cultural de Oliveira do Hospital, foi durante muitos anos uma das mais importantes feiras do género da região.

Pelo certame, que era organizado no mês de Agosto, passavam anualmente vários milhares de pessoas que, no Parque do Mandanelho, passeavam, visitavam exposições e assistiam a espectáculos. As colectividades do concelho, bem como as juntas de freguesia, envolveram-se no projecto e a FICACOL assumiu-se como um importante cartaz turístico de Oliveira do Hospital.

Os executivos de César Oliveira e Carlos Portugal, mantiveram a tradicional feira, que teve a sua última edição no ano de 2001. Hoje, são muitos os que recordam com saudade a FICACOL, que foi substituída por outro tipo de eventos.

O correiodabeiraserra.com convidou na sua edição online, através de um inquérito de opinião, os leitores a participarem com o seu voto na seguinte pergunta: “Acha que a Câmara Municipal deveria reeditar a FICACOL”? Mais de noventa e quatro por cento dos leitores, são de opinião que a CMOH deve reeditar o certame.

LEIA TAMBÉM

Oliveira do Hospital fora dos estágios do PEPAL para as regiões afectadas pelos incêndios

O Governo anunciou ontem a abertura, na próxima segunda-feira, das candidaturas para estágios na administração …

MP arquiva queixa da BLC3 contra CBS e PJ continua a investigar participação criminal de António Lopes contra aquela associação

O Ministério Público (MP) determinou o arquivamento (despacho de arquivamento na integra) da queixa apresentada …