Quarta-feira, Março 29, 2017
Início - Economia - Presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital insatisfeito com programa de investimento rodoviário do Governo que deixa IC6 de fora
Presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital insatisfeito com programa de investimento rodoviário do Governo que deixa IC6 de fora

Presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital insatisfeito com programa de investimento rodoviário do Governo que deixa IC6 de fora

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital não ficou satisfeito com o Programa de Valorização das Áreas Empresariais lançado pelo Governo, que prevê a construção ou a requalificação de 12 estradas prioritárias para melhorar a ligação de zonas empresariais às grandes auto-estradas, num investimento de 102 milhões de euros que não contempla a conclusão do  IC6. José Carlos Alexandrino, que respondia a uma pergunta dos eleitos do PSD na Assembleia Municipal, diz, porém, que a culpa é do anterior executivo liderado por Passos Coelho, acusando ainda a oposição na autarquia de não estar preocupada com o IC6, mas sim em saber se ele se recandidata ou não à liderança do município.

“As noticias que saíram nos jornais não me agradaram. O grande problema disto é que o seu Governo é que deixou cair o IC6. O engenheiro Rafael [eleito pelo PSD] não está preocupado com o IC6, está preocupado é se eu sou ou não candidato”, respondeu José Carlos Alexandrino, que, no entanto, ao que o CBS apurou, já terá tentado agendar uma reunião com o Primeiro-Ministro, António Costa, o que ainda não terá conseguido.

Para o líder do PSD de Oliveira do Hospital, o Governo ao não incluir o IC6 neste programa de investimentos “é demonstrativo de que não pretende concluir o IC6”. “Ora sendo esta a grande bandeira do actual presidente da Câmara, que já afirmou que só será candidato com a conclusão da obra, se mantiver a sua palavra não será candidato sem o avanço do projecto”, diz João Brito, para quem o próprio José Carlos Alexandrino admite não ter garantias de que a obra será realizada.

O ministro do Planeamento e das Infra-estruturas, Pedro Marques, que esteve com o Primeiro-ministro na apresentação deste programa de investimento, já tinha referido em Oliveira do Hospital, quando se deslocou à cidade, em Janeiro, para assinar o contrato de adjudicação das obras de requalificação da EN17, que a conclusão do IC6 só se realizaria com apoios comunitários. Não figura, por isso, no actual pacote de investimentos (que com a dotação de verbas para criação e expansão de zonas empresariais chega a um total de 180 milhões), que será feito basicamente com fundos nacionais e é distribuído pela região Norte (112 milhões), Centro (50) e Alentejo (18).