Presidente da Câmara promete “luta feroz” pela construção dos IC 6, IC 7 e IC 37

“Ninguém pense que vou dar isto de barato”, afirmou José Carlos Alexandrino em Assembleia Municipal, dia 19, numa intervenção sobre a passagem do IC 6 no concelho de Oliveira do Hospital.

Adiantando já ter tido conversações com o secretário de Estado Adjunto do Ministério das Obras Públicas Transportes e Comunicações, Paulo Campos, o autarca que governa a autarquia oliveirense disse que vai reivindicar um conjunto de acessos complementares àquele itinerário complementar, nomeadamente ao nível da construção dos nós de ligação ao IC 6 no concelho de Oliveira do Hospital.

Na freguesia de Travanca de Lagos, por exemplo, está prevista a construção de um nó, mas Alexandrino quer também uma variante à cidade. Para isso – frisou o autarca – há já a garantia de que essas obras complementares “podem ser metidas no Orçamento” da obra do IC6, pelo que a Câmara Municipal não deverá ter qualquer encargo financeiro com essas vias.

Explicando que neste momento o processo da construção dos IC 6, IC 7 e IC 37 está numa fase de avaliação de impacte ambiental – o anterior governo deu ordens à Estradas de Portugal para que o concurso público internacional seja lançado até ao final do primeiro semestre de 2010 –, Alexandrino disse estar também a desenvolver esforços para que o IC 37, que liga Seia a Viseu, seja construído no corredor entre Torroselo – a poucos quilómetros da Póvoa das Quartas – Sobreda, Chaveiral, Nelas Viseu.

“É o corredor que mais nos interessa”, sustentou Alexandrino que, no entanto, deu conta de que em termos ambientais poderão aparecer alguns problemas relacionados com o designado Sítio do Carregal, classificado na Rede Natura 2000, em virtude de ser o único local conhecido de ocorrência de uma planta conhecida como “Narcissus scaberulus”.

Alexandrino não deixou de se questionar como é que “uma flor” causa tantos problemas, para logo de seguida sentenciar que “o ambiente, hoje, empata tudo em Portugal”.

LEIA TAMBÉM

Dominado fogo que hoje se reacendeu em Tábua

O incêndio florestal que deflagrou na terça-feira no concelho de Tábua, que esteve em fase …

Incêndios destruíram mais 500 hectares em Seia

Incêndio de Tábua reacendeu-se e mobiliza centenas de bombeiros

O incêndio que ontem deflagrou em Tábua, está novamente activo. O reacendimento aconteceu ao início da tarde …