Primeiro-ministro apresenta 20 equipas de sapadores florestais em Oliveira do Hospital

O primeiro-ministro, António Costa, apresenta amanhã 20 novas equipas de sapadores florestais, em Oliveira do Hospital, onde há 10 anos foi criada a primeira Zona de Intervenção Florestal (ZIF) do país. Na cerimónia, pelas 14h30, que contará também com o ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, António “também entregará 20 viaturas de primeira intervenção para combate a incêndios florestais e diversos equipamentos”, informou a Câmara Municipal de Oliveira do Hospital.

A autarquia presidida pelo independente José Carlos Alexandrino, eleito pelo PS, e que no domingo apresentou oficialmente a suas listas, indica que o programa “vai decorrer no território daquela que foi a primeira ZIF a ser criada no país”, em Alvoco das Várzeas.

A ZIF do Alva e Alvoco foi criada, em 2006, pela Caule – Associação Florestal da Beira Serra, com sede em Oliveira do Hospital, liderada por Vasco Campos. José Carlos Alexandrino realça que o primeiro-ministro visitará um concelho “onde a política de ordenamento e a prevenção de incêndios florestais têm sido uma prioridade dos vários agentes locais, com destaque para as organizações de produtores” florestais.
“Neste território, tem havido uma importante concertação de esforços e convergência de objectivos por forma a garantir a sustentabilidade da floresta, enquanto principal pilar da prevenção”, acrescenta. José Carlos Alexandrino considera que é altura de “celebrar uma década da primeira ZIF do país reconhecer um trabalho pioneiro na defesa da floresta”.
Em declarações à agência Lusa, Vasco Campos realçou a “experiência extremamente positiva” de uma década de existência da ZIF, que reúne 482 proprietários e 4.741 hectares de espaços florestais. Nesta ZIF, cada aderente possui em média de nove parcelas, cada uma com uma área média de 4.500 metros quadrados.

“Ainda acabámos de nascer. Dez anos de floresta não é nada”, disse Vasco Campos, para salientar que o projecto tem permitido “criar uma dinâmica bastante forte no território”. Na ZIF do Alva e Alvoco, predominam as plantações de pinheiro-bravo, mas também existem extensões significativas de folhosas (medronheiro, carvalho, sobreiro e castanheiro), enquanto o eucalipto ocupa três por cento da Zona de Intervenção.

Associação de proprietários sem fins lucrativos, a Caule gere actualmente 12 destas unidades de exploração florestal, que representam quase 6.300 produtores de seis municípios da região: Oliveira do Hospital, Tábua, Arganil, Penacova, Seia e Santa Comba Dão, nos distritos de Coimbra, Guarda e Viseu.

Na quinta-feira, segundo a Câmara Municipal, a apresentação das equipas de sapadores, na ZIF do Alva e Alvoco, é antecedida de almoço no parque de merendas da praia fluvial de Alvoco das Várzeas, às 13h00, a que se segue, às 14h15, a partida da comitiva para o local da cerimónia em viaturas todo-o-terreno.

LEIA TAMBÉM

Quem compra pássaros? Autor: Renato Nunes.

Todos os sábados, quando ainda mal amanhece, saio de casa em direcção ao mercado semanal. …

frio

Chuva poderá regressar na próxima quarta-feira

O tempo seco vai continuar, pelo menos, até à próxima quarta-feira, altura em que poderá …

  • António Lopes

    Esta não vou perder..! Até que devo andar por lá, a banhos..! Parabéns, ao Eng.Vasco de Campos pelo trabalho realizado.Fica bem vir reconhecer o trabalho feito,especialmente quando é feito por quem não pensa da mesma maneira.Espero que o Eng.Vasco já tenha esquecido e perdoado, a provocação que em tempos lhe foi feita no Salão Nobre, quanto à gestão da ZIF e utilização dos meios… O tempo é grande mestre..! Na altura, disse a quem de direito, que um bocadinho de moderação era capaz de ajudar..!
    E vou aproveitar a oportunidade para agradecer a esmola dos seis euros, nas reformas..!