PRODER apoia projetos da Beira Serra com 1,9 milhões de Euros

Rondam os 1,9 milhões de Euros as ajudas financeiras disponibilizadas pelo subprograma 3 do PRODER, destinadas a apoiar 34 projetos dos municípios da área de intervenção da ADIBER e que são representativos de um investimento global superior a três milhões de Euros.

Em questão, estão projetos assentes na dinâmica associada às micro-empresas e à necessidade de criação do próprio emprego, sendo previsível a criação de 53 novos postos de trabalho em toda a região.

De acordo com a ADIBER, na ação relativa à diversificação turística, serão apoiadas oito novas unidades turísticas de qualidade na modalidade TER, num total de 54 camas e um Parque de Campismo Rural no concelho de Tábua, que “virão dar um forte contributo para a diversificação da oferta turística desta Região, com base nos seus factores distintivos e diferenciadores”.

Em matéria de apoio social, adianta a ADIBER, a prioridade está direcionada para a melhoria dos serviços prestados em regime de apoio domiciliário e centro de dia, contribuindo para a manutenção dos idosos nas suas aldeias, retardando o processo de institucionalização em valência de lar.

Miguel Ventura, presidente da ADIBER encara as decisões ora tomadas, como “mais um importante passo para a afirmação dos territórios rurais como espaços de elevado potencial que urge valorizar e transformar em produtos com valor de mercado, num processo que deve conduzir à redução das assimetrias que os separam das regiões mais desenvolvidas, motivando e incentivando à fixação de pessoas que aqui encontrarão alternativas de qualidade a um estilo de vida urbano que atualmente já não responde às suas expectativas”.

“É com estes exemplos de investimento no mundo rural que se comprova que há ainda quem acredite no futuro destas regiões”, sublinha o responsável que olha para os territórios em questão enquanto espaços “que podem oferecer uma qualidade de vida condicente com as exigências das sociedades atuais, apresentando-se, neste caso, a Beira Serra como um Território Vivo, Criativo e Empreendedor, onde vale a pena viver”.

LEIA TAMBÉM

Ministro Pedro Marques garantiu em Nelas que a aposta em infra-estruturas de transporte passa pela ferrovia e IP3, ignorando IC6 e IC12

O ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques, assegurou ontem em Canas de Senhorim, Nelas, …

José Carlos Alexandrino lança suspeitas sobre queijeiras de Seia nas descargas ilegais no rio Cobral

Como regresso da chuva, os habitantes que vivem próximo do rio Cobral temem que voltem …