Emagrecer ou Mudar de vida? Autor: Luís Marques

Profissão: PT virtual. Autor: Luís Marques

As redes sociais proliferam desmesuradamente, partilhando todo o tipo de informações e serviços. Tudo se partilha através de um simples “post”, que por sua vez visto pelos seguidores da página, e assinalado com o “gosto”, passará a ser proposto a todos os amigos de quem fez o singelo “gosto”!

BRUTAL

Como em tudo na vida, temos o banco “bom” e o banco “mau”………ups!!

Sim, nem tudo o que é partilhado, proposto, vendido é de qualidade, cabe ao consumidor filtrar a informação, e que por incrível que pareça há quem compre “gato por lebre”!!!!!!

Recentemente um colega de profissão, monitor de exercício físico, licenciado e possuidor de cédula TPTEF (título profissional de técnico de exercício físico), partilhou na sua página pessoal de facebook que recebeu uma cliente nova no seu ginásio e que trazia consigo um plano de treino formulado por um PT virtual (personal trainer online)!!!!

BRUTAL

Mas afinal o que se passa na cabeça das pessoas????

Preço do PT?

Confiança no serviço?

Problemas sociais que não permitem relação com PT presencial?

Não dá para perceber!!!!

Há uns tempos partilhei neste espaço a crónica PT, pessoal e intransmissível, explicando a importância do serviço pessoal, da relação de confiança entre PT e cliente, e acima de tudo a personalização do treino face aos objetivos do cliente, contexto este desmoronado com o PT virtual!

Não quero aqui questionar os serviços de quem vende, de quem tenta o dinheiro fácil, de quem não quer trabalhar com qualidade, questiono sim a ignorância de quem acede a este tipo de serviço.

Não é possível prescrever exercício físico sem:

1- conhecer as capacidades motoras e psicológicas do cliente;

2- coordenar o treino com as rotinas diárias profissionais e pessoais;

3- direcionar tudo para o objetivo do treino.

Caso fosse possível o youtube seria o melhor PT virtual.

Claro está que a cliente em causa não conseguiu realizar o treino proposto pelo “seu PT virtual”, o monitor que a acompanhou adaptou o treino às suas capacidades e aconselhou-a o melhor possível, tendo em vista o contexto do treino prescrito e realização do mesmo.

O corpo humano não é uma “coisa” que se renova de tempos a tempos, o bom trabalho preserva, promovendo qualidade de vida, e o mau trabalho deteriora, criando um contexto irreversível.

Pense nisso.

Emagrecer ou Mudar de vida? Autor: Luís MarquesAutor: Luís Marques

LEIA TAMBÉM

Papa Francisco no Vaticano e Padre Martins em Celorico (da Beira). Autor: António Ferro Autor: António Ferro

Foi um amor à primeira vista, logo que apreendi, quer na lonjura quer no contíguo, …

Da riqueza patrimonial e histórica de Lourosa. Autora: Maria José Borges

No seguimento do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, celebrado no passado dia 18, volto …