Projeto “Oliveira do Hospital, A Friendly Municipality” presente em feira de emigração na Holanda

O concelho de Oliveira do Hospital esteve representado na 18.ª edição da “Emigratiebeurs – Emigration Expo” na Holanda, realizada no passado mês de fevereiro. Trata-se da maior feira de emigração da Europa e que constitui um ponto de encontro de toda a indústria relacionada com o setor.

Oliveira do Hospital esteve representada através de Hans de Herder, proprietário do empreendimento turístico Quinta da Moenda, localizado em Alvoco das Várzeas que levou na bagagem informação turística sobre o concelho e sobre o projeto “Fórum de População Estrangeira” que tem vindo a ser desenvolvido sob o mote “Oliveira do Hospital, A Friendly Municipality” pelo Município de Oliveira do Hospital.

“Esta foi a única participação com origem portuguesa presente, cuja representação nacional surpreendeu o próprio embaixador português na Holanda, que saudou vivamente a presença no evento”, refere o município em comunicado. Promotor da Quinta da Moenda. Hans de Herder, com portas abertas há 8 anos em Alvoco das Várzeas, adianta que a sua presença teve como objetivos “conseguir mais e novos hóspedes para a nossa casa” mas também servir de “fonte de informação para novos emigrantes” que desejem conhecer a região. A

representar o Projeto “Oliveira do Hospital, A Friendly Municipality” na Holanda, Hans de Herder sublinha que “é o primeiro município que abre as portas para o mundo” e que dos contactos que estabeleceu encontrou pessoas “interessadas em vir para cá”.

Apesar do desconhecimento dos holandeses em relação à região das Beiras e da Serra da Estrela – “ninguém conhece mais do que Lisboa, Porto e Algarve”, como refere – este promotor turístico defende que a presença nesta grande feira de emigração na Holanda “é uma oportunidade para continuar” e que deveria ser integrada por mais e diferentes entidades locais, regionais e nacionais “que representem o concelho, a zona Centro e o Turismo”. Dessa forma haveria a possibilidade de um stand de exposição maior e uma presença mais sólida para dar a conhecer as potencialidades do concelho e região que como afirma “é mais verde, mais tranquila, mais autêntica, mais bonita e com um custo de vida mais baixo”.

“Esta parceria com esta unidade de alojamento permitiu ao Projeto “Oliveira do Hospital, A Friendly Municipality” a presença na Emigration Expo por onde passaram mais de 12 mil visitantes e a divulgação das iniciativas de acolhimento à comunidade estrangeira residente no concelho e/ou interessada em residir, promovendo a sua integração social, cultural e económica, valorizando as suas capacidades e competências”, lê-se na mesma nota.

Oliveira do Hospital assume-se como um “município amigo das várias comunidades” e nesse âmbito já desenvolveu dois Fóruns de População Estrangeira e criou um gabinete de apoio a estrangeiros – “Support Office” a funcionar no Gabinete de Apoio à Vereação. “Trata-se de uma plataforma de diálogo e de ações em vários domínios, da cultura e da língua, ao turismo, passando pela atividade social, cívica e ambiental, visando igualmente o apoio e encaminhamento de questões relativas aos aspetos administrativos ligados à autarquia e os serviços públicos locais”, explica o município.

“Perseguindo o envolvimento de todos os que pretendem participar na vida comunitária do concelho”, já no mês de abril será dinamizado um Festival de Artes, de 25 a 27 de abril, com a chancela “Oliveira do Hospital, A Friendly Municipality”, seguindo-se a realização de um novo fórum com todos os cidadãos aderentes.

José Francisco Rolo, vice-presidente da Câmara Municipal, responsável pelo projeto realça que “uma ideia simples transformou-se num sucesso”. “Esta é uma iniciativa do município que tem sabido crescer passo-a-passo e, atualmente, Oliveira do Hospital distingue-se por possuir um serviço de apoio ao acolhimento, informação e integração da comunidade estrangeira que tem tanto de simples como de eficaz” refere o vereador. Para José Francisco Rolo, “sermos desafiados a promover este projeto na Holanda é a confirmação que temos aqui uma iniciativa de grande alcance, comprovado pela curiosidade que o projeto tem suscitado junto de várias entidades e outros municípios, ou seja, Oliveira do Hospital é reconhecido como um concelho inclusivo onde vale a pena viver”.

LEIA TAMBÉM

Incêndios causaram mais de 10 milhões de euros de prejuízos em Seia

Os prejuízos financeiros causados pelos incêndios dos dias 15, 16 e 17 de Outubro no …

idosos

Idoso desaparecido em Trancoso

Os Bombeiros e a GNR estão a procurar um homem de 90 anos que foi …