Prosseguem as buscas ao corpo de oliveirense que ontem se atirou ao Rio Mondego

 

Decorrem, por esta, altura os trabalhos de busca do corpo do homem que, a meio da tarde de ontem, cerca das 15h30, terá saltado da Ponte da Pedra da Sé, com cerca de 50 metros de altura, no concelho Tábua, para o Rio Mondego.

O alerta foi dado aos Bombeiros Voluntários de Tábua, cerca das 15h50, com pedido de auxílio a um familiar do homem, empresário, que se terá atirado ao rio e que se encontrava junto à ponte no interior de um carro.

“Só quando chegámos ao local é que nos disseram que um corpo estaria a boiar no rio Mondego”, revelou ao correiodabeiraserra.com o comandante do Bombeiros Voluntários de Tábua, contando que ainda foi lançado um barco ao rio para resgatar o homem, mas o corpo acabara por afundar à vista dos bombeiros.

Desde aquela hora várias equipas de mergulhadores dos Voluntários de Penacova e Sapadores de Coimbra têm tentado recuperar o corpo do homem. “Até ao momento ainda não tivemos qualquer êxito”, referiu António Oliveira a este diário digital, contando que, por esta altura, se encontram no local os bombeiros e GNR, equipas de mergulhadores e um binómio cinotécnico.

Dada a profundidade do rio no local onde o corpo afundou – “cerca de 20 metros”, afirmou o comandante dos bombeiros de Tábua – os trabalhos de mergulho terminarão com o cair do dia, sendo retomados amanhã. No local continuarão, porém, bombeiros e elementos da GNR.

LEIA TAMBÉM

Ministro Pedro Marques garantiu em Nelas que a aposta em infra-estruturas de transporte passa pela ferrovia e IP3, ignorando IC6 e IC12

O ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques, assegurou ontem em Canas de Senhorim, Nelas, …

José Carlos Alexandrino lança suspeitas sobre queijeiras de Seia nas descargas ilegais no rio Cobral

Como regresso da chuva, os habitantes que vivem próximo do rio Cobral temem que voltem …