calor

Protecção Civil lança alerta população para os riscos da temperatura atingir os 43 graus até domingo

O Comando Nacional de Operações de Socorro (CNOS) da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC) lançou hoje um aviso à população referindo que a temperatura nos próximos dias poderá chegar aos 43 graus nas regiões do interior. ANPC recorda a necessidade de evitar comportamento de risco que possam causar incêndios e recomenda ainda especial atenção aos cuidados na área da saúde, com especial atenção aos grupos mais vulneráveis, nomeadamente crianças, idosos e doentes crónicos, adaptando os comportamentos à situação.

“Devido a uma massa de ar muito quente transportada na circulação conjunta de um anticiclone localizado a noroeste da Galiza e de um vale depressionário que se estende desde o norte de África até à Península Ibérica, prevêem-se temperaturas elevadas, em especial a máxima, pelo menos até domingo. Entre os dias 16 e 18, a temperatura máxima poderá atingir valores entre 40 e 43ºC nas regiões do interior”, explicam.

Cuidados a ter nos trabalhos agrícolas…

A ANPC recorda, por isso, que, de acordo com as disposições legais em vigor, para os locais onde o índice de risco temporal de incêndio seja superior ao nível elevado, não é permitido realização de queimadas. Já para os locais onde o índice de risco temporal de incêndio seja superior ao nível muito elevado, não é permitido a realização de fogueiras para recreio ou lazer, ou para confecção de alimentos, utilização de equipamentos de queima e de combustão destinados à iluminação ou à confecção de alimentos, queimar matos cortados e amontoados e qualquer tipo de sobrantes de exploração, o lançamento de balões com mecha acesa ou qualquer outro tipo de foguetes, fumar ou fazer lume de qualquer tipo nos espaços florestais e vias que os circundem, a fumigação ou desinfestação em apiários com fumigadores que não estejam equipados com dispositivos de retenção de faúlhas.

Os conselhos recaem também sobre determinados trabalhos agrícolas e florestais, nomeadamente, pedindo para que sejam mantidas as máquinas e equipamentos limpos de óleos e poeiras, abastecer as máquinas a frio e em local com pouca vegetação, ter cuidado com as faíscas durante o seu manuseamento, evitando a sua utilização nos períodos de maior calor.

Atenção com a saúde…

Considerando as temperaturas previsíveis, a ANPC recomenda ainda especial atenção aos cuidados na área da saúde, com especial atenção aos grupos mais vulneráveis, nomeadamente crianças, idosos e doentes crónicos, adaptando os comportamentos à situação em causa. A protecção civil pede para que a população aumente a ingestão de água ou sumos de fruta natural, sem adição de açúcar, mesmo sem sinais de sede, que evite bebidas alcoólicas e bebidas com elevados teores de açúcar, fazer refeições leves e mais frequentes. Evitar a exposição directa ao sol, em especial entre as 11 e as 17 horas é outras das medidas recomendadas. “Sempre que haja exposição ao sol, ou se ande ao ar livre, usar um protector solar com um índice de protecção elevado (igual ou superior a 30),renovando a sua aplicação sempre que estiver exposto ao sol (de duas em duas horas) e sempre que estiver molhado ou tiver transpirado bastante. A ANPC pede ainda que a população utilize roupa leve e fresca e evite esforços físicos.

LEIA TAMBÉM

Fogo em duas localidades do concelho de Oliveira do Hospital já foi dominado

Situação em Góis “é preocupante” e pode agravar-se

O comandante operacional da Protecção Civil, Vítor Vaz Pinto, disse hoje que o incêndio de …

PSD e CDS/PP de Oliveira do Hospital solidários com vítimas da tragédia de Pedrogão Grande

O Partido Social Democrata de Oliveira do Hospital e o CDS/PP manifestaram–se ontem solidários com …