A secção do PS de Alvôco das Várzeas, que no passado sábado, dia 24, efectuou uma reunião plenária de militantes, participada por vários dirigentes socialistas, enviou um comunicado à imprensa – assinado pelo secretário coordenador daquela secção, José Andrade – onde acusa o presidente da Junta de freguesia local, Luís Pereira de Sousa, de ter tido uma “atitude grosseira e pidesca”.

PS acusa autarca de Alvôco das Várzeas de atitude “grosseira e pidesca” e autarca reage à acusação

Imagem vazia padrão“Ao posicionar-se, dentro do seu carro, a uma distância de cerca de dez metros, da entrada do antigo edifício social, em cujo salão ia decorrer uma assembleia de militantes do Partido Socialista, previamente convocada” o autarca social-democrata – refere o mesmo comunicado – “pretendeu com esta inqualificável atitude controlar e intimidar as pessoas que a ela compareceram ou pretendiam comparecer”.

Contactado telefonicamente pelo correiodabeiraserra.com, Luís Sousa, manifestou-se estupefacto com a acusação.

“Isso não é verdade”, referiu ao CBS online aquele autarca do PSD, admitindo inclusivamente pedir responsabilidades aos autores da acusação.

 

Imagem vazia padrãoDesmentindo categoricamente a situação que lhe é imputada pelo PS de Alvôco das Várzeas, Luís Sousa não quis alimentar polémicas e foi telegráfico: “Eu não tenho nada a esconder nem ando aqui para criar problemas a ninguém. Se isso fosse verdade, cá estaria para a assumir, como é óbvio. Faço o meu trabalho na freguesia para o bem de todos”, frisou.

LEIA TAMBÉM

“O presidente diz que Oliveira está na moda. Adarnela só se for na moda da idade da pedra. Não tem água, nem saneamento”

Quem chega a Adarnela, no concelho de Oliveira do Hospital encontra uma localidade dividida entre …

Cemitério de Nogueira do Cravo vai ser ampliado

A Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital aprovou na sexta-feira o alargamento do cemitério de …