A secção do PS de Alvôco das Várzeas, que no passado sábado, dia 24, efectuou uma reunião plenária de militantes, participada por vários dirigentes socialistas, enviou um comunicado à imprensa – assinado pelo secretário coordenador daquela secção, José Andrade – onde acusa o presidente da Junta de freguesia local, Luís Pereira de Sousa, de ter tido uma “atitude grosseira e pidesca”.

PS acusa autarca de Alvôco das Várzeas de atitude “grosseira e pidesca” e autarca reage à acusação

Imagem vazia padrão“Ao posicionar-se, dentro do seu carro, a uma distância de cerca de dez metros, da entrada do antigo edifício social, em cujo salão ia decorrer uma assembleia de militantes do Partido Socialista, previamente convocada” o autarca social-democrata – refere o mesmo comunicado – “pretendeu com esta inqualificável atitude controlar e intimidar as pessoas que a ela compareceram ou pretendiam comparecer”.

Contactado telefonicamente pelo correiodabeiraserra.com, Luís Sousa, manifestou-se estupefacto com a acusação.

“Isso não é verdade”, referiu ao CBS online aquele autarca do PSD, admitindo inclusivamente pedir responsabilidades aos autores da acusação.

 

Imagem vazia padrãoDesmentindo categoricamente a situação que lhe é imputada pelo PS de Alvôco das Várzeas, Luís Sousa não quis alimentar polémicas e foi telegráfico: “Eu não tenho nada a esconder nem ando aqui para criar problemas a ninguém. Se isso fosse verdade, cá estaria para a assumir, como é óbvio. Faço o meu trabalho na freguesia para o bem de todos”, frisou.

LEIA TAMBÉM

Cemitério de Nogueira do Cravo vai ser ampliado

A Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital aprovou na sexta-feira o alargamento do cemitério de …

LMAN promove “peregrinação” ao Santuário de Nossa senhora das Preces em Vale de Maceira

A Liga de Melhoramentos Desporto e Cultura de Aldeia de Nogueira (LMAN) vai realizar no …