PS de Oliveira do Hospital denuncia “pior ataque à qualidade educativa do concelho”

A realidade educativa concelhia está a preocupar o PS de Oliveira do Hospital que, em comunicado enviado ao correiodabeiraserra.com entende ser merecedora da “mobilização da comunidade oliveirense”.

“Querem tirar um curso à ESTGOH, querem tirar um curso à EPTOLIVA, querem acabar com 37 turmas no concelho de Oliveira do Hospital, no seu conjunto, é o pior ataque, jamais feito, à qualidade educativa do concelho, nunca antes feito por qualquer Governo ou Serviço governamental, que merece o alerta e a mobilização da comunidade oliveirense”.

A preocupação pertence ao PS de Oliveira do Hospital que, insatisfeito com a forma “atabalhoada” como o governo e a Ex DREC estão a preparar o início do novo ano escolar – “sem o envolvimento dos habituais parceiros educativos locais, em especial a Câmara Municipal de Oliveira do Hospital”, refere em comunicado – tem em curso a iniciativa “Ensino- Educação Formação – Oliveira do Hospital 2013-2014”.

Depois de reunir com a direção da ESTGOH e da Eptoliva, o partido liderado a nível concelhio por José Francisco Rolo sentou-se à mesa com a Comissão Administrativa Provisória do Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital – “também designado de “Mega-Agrupamento concelhio” ou também, designado por vários docentes como “agrupamento de dimensões babilónicas”, reforçam – considerando que “integra o absurdo número de 2.890 alunos, uma decisão imposta contra toda a comunidade escolar e o próprio município”.

“Esta iniciativa, depois do périplo pela ESTGOH e pela EPTOLIVA, ganha toda a pertinência dadas as profundas alterações introduzidas no setor da educação do concelho da responsabilidade do Governo e da ex-DREC”, refere o PS concelhio, reportando-se à extinção dos cinco agrupamentos de escolas e criação do mega agrupamento, redução do número de horas das Atividadaes de Enriquecimento Curricular e a redução da rede escolar concelhia com “a proposta de diminuição – nunca antes vista – do número de turmas no concelho de Oliveira do Hospital, que passarão de 156 turmas, para 119 turmas propostas pelo Ministério da Educação / DGEST (Ex-DREC) para o ano lectivo 2013 / 2014”. Em particular, os socialistas manifestam-se preocupados com as implicações que tal decisão tem, “por via do aumento desmesurado do numero de alunos por turma, com o consequente prejuízo da qualidade pedagógica e sucesso educativo, com vários professores com horários de “zero horas”, e outros contratados que serão forçados ao desemprego, risco extensível aos auxiliares de educação”.

Para o PS oliveirense “é inaceitável que enquanto o município de Oliveira do Hospital continua a investir na qualidade da educação proporcionada a alunos e famílias do concelho, o Governo e a ex-DREC, em diferente momentos, apenas contribuam para destruir o “edifício educativo” de qualidade que ao longo dos anos se construiu em Oliveira do Hospital”.
“Nunca tão poucos, fizeram tanto mal, em tão pouco tempo, à Educação em Oliveira do Hospital”, concluem.

LEIA TAMBÉM

Incêndios destruíram mais 500 hectares em Seia

Portugal em risco de incêndios iguais ou piores aos de 2017 avisam especialistas americanos

O risco de incêndios catastróficos iguais ou piores aos de 2017 é real e tem …

Combustíveis sobem na segunda-feira pela quinta semana consecutiva e batem recorde do ano

Os combustíveis deverão voltar a subir na próxima segunda-feira. Será a quinta semana consecutivo a …

  • indignada

    Entao agora o PSD nao se queixa e diz q é tudo culpa do Sr. Alexandrino?

    Depois de uma reuniao tao bonita no agrupamento de Nogueira, em que as maes apoiantes da candidata do PSD, q se queixavam q iam o mes de agosto de ferias e nao podiam tratar da educaçao dos filhos, ou ir po-los a escola, pq o sr. presidente é q tem de arranjar soluçao e ja agora, tomar conta deles, nao ha manifestações?? Afinal de quem é a culpa? Se calhar a candidata q acha q mega agrupamentos é q é bom, tb tem algumas culpas no cartorio…..

  • Guerra Junqueiro

    O que se nota é que este governo está a mexer no “monstro” que mais ninguém mexeu.
    E vai ficar melhor do que o que está?
    Gostava de ver o PS local mais preocupado com a economia?
    Como por exemplo sabermos o que se está a passar com a Zona Industrial da Cordinha? Pois está um pavilhão já há muito construído, pelos vistos pago e sem ninguém? Isto sim preocupa-me pois é mais uma navalhada na economia. As piscinas estão prontas. agora aquilo que interessa e que realmente mexe!! Nada. Parado.
    Relativamente à economia local, noto também um desinteresse por parte do PS local em saber e mostrar o que se está a passar com o Hotel dos Fiais, que foi entregue a investidores Russos? O que se passa? A obra está parada há tantos meses?
    Situações que realmente nos interessam, a nós, ao comum cidadão, respostas!!!! Nada.
    Vão gozar com outros.

    Cumprimentos
    Guerra Junqueiro

  • minerva

    Oh Guerra Trambolho Peniqueiro:
    Já metes os pé na poça, para além de quereres estar a desviar as atenções do ATAQUE DO GOVERNO ÀS ESCOLAS DO CONCELHO!!
    É obvio que se o Hotel dos Fiais não avança…é porque o Governo do PSD não lhe aprova o investimento!
    Acho que toda a gente já percebeu…menos tu!
    P.S. – Não vales NADA na tua terra nem no PSD. Ficou provado!
    Dedica-te ao vinho carrascão…

    • Guerra Junqueiro

      Já que toda a gente percebeu, agradecia que esclarecesse todas as situações, para também eu ficar esclarecido.
      Tal como dizia a placa lá nos Fiais: “O Povo quer ser esclarecido”.
      É triste é esquecerem o que os governos PS fizeram ás escolas primárias.

      Cumprimentos
      Guerra Junqueiro