PS de Oliveira do Hospital solidário com líderes autárquicos de S. Gião

O PS de Oliveira do Hospital manifestou hoje, em comunicado, a sua solidariedade para com a Junta de Freguesia e a Assembleia de Freguesia de S. Gião, depois do eleito do CDS-PP, Victor Guttierrez, daquela autarquia ter feito saber ontem que vai apresentar uma queixa no Ministério Público por entender que PS local fez avançar uma reunião da Assembleia de Freguesia sem que, previamente, os membros daquele órgão autárquico recebessem a documentação referente aos pontos em deliberação. Os socialistas consideram que se tratou apenas de “um deselegante número político” por parte do elemento do CDS/PP.

“O PS reitera e reforça a confiança política nos Senhores Presidentes da Junta de Freguesia e Assembleia de Freguesia de S. Gião, bem como nos eleitos pelo Partido, que têm o hábito de cumprir, com rigor, as regras democráticas, apresentando trabalho para servir os anseios da população que democraticamente os elegeu, prestando sempre com transparência contas desse trabalho”, referem em comunicado, adiantando que a atitude de Victor Guttierrez revela “má-fé e mero oportunismo político”. Garantem que o Presidente da Assembleia de Freguesia de S. Gião lhe concedeu a possibilidade de suspender temporariamente a reunião daquele órgão autárquico, com vista a que o eleito local em causa pudesse inteirar-se, por completo e em profundidade, dos documentos de Prestação de Contas de 2014, composto por 15 páginas. Asseguram que foi ainda apresentada outra alternativa que passaria por se convocar uma nova Assembleia de Freguesia.

“No entanto, e perante esta atitude democrática, o representante do CDS/PP naquele órgão autárquico preferiu optar por abandonar a sessão da AF, na discussão do ponto relativo aos documentos da Prestação de Contas de 2014, regressando posteriormente para participar nos restantes pontos constantes da Ordem do Dia”, dizem os elementos do PS de Oliveira do Hospital, assegurando que a continuidade dos trabalhos “foi posta à votação da Assembleia de Freguesia, que decidiu pelo seu prosseguimento”.

A concelhia do PS remata frisando que os cidadãos eleitos por este partido para as autarquias de Oliveira do Hospital” não recebem lições de democracia, nem de transparência, nem muito menos de cumprimento da lei”.

LEIA TAMBÉM

Marcelo Rebelo de Sousa visita Zona Industrial de Oliveira do Hospital devastada pelos incêndios

O Presidente da República já está em Oliveira do Hospital e visitou a zona industrial que …

Presidente da República a caminho de Oliveira do Hospital e António Costa reunido com presidentes de Câmara naquela cidade

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, está a caminho de Oliveira do Hospital …

  • Distraído

    Mas não é
    suposto entregarem a documentação atempadamente? Não é isso que diz a lei? Se
    calhar foi apenas distracção. Que tal umas lições para colmatar esse défice de
    atenção dos senhores socialistas?

  • António Lopes

    Quanto ao caso, em concreto, da reunião da Assembleia de Freguesia de S.Gião, não me pronuncio, por falta de informação.Já quanto ao rigor dos membros do Partido Socialista no cumprimentos das regras democráticas , e por aí adiante… “é verdade”..! Confirmo…São um “esmero”. Basta ver as alterações ao regimento da AM,o teatro das últimas Assembleias Municipais, o respeito pelo voto dos oliveirenses, e os “números” da última Assembleia Municipal.E já não falo no rigor dos números ultimamente vindos a público, como no caso da EXPOH (três diferentes)ou os custos da água e saneamento(mais de dez números diferentes)…Um “mimo” de “rigor” e “perfeição”…Basta consultar as actas…Estou à espera de uma série de documentos, como por exemplo a dívida que o anterior executivo deixou…mas nada..! “Rigor e transparência” a montes…Cá para mim é problema de português..!

    • Onde está o Brasão

      Isso para contas, são estes meninos. Aqui o presidente do PS, até pagou metade do Brasão de Vila Franca ao Jano. Não sei é como têm aprovado as contas no Ervedal?

    • Dupont e Dupont

      Isto não é uma questão de interpretação. Os rapazes do PS, PSD, CDS-PP e por aí fora, tem todos uma visão peculiar das leis e da democracia. Em Oliveira, temos de reconhecer, os socialistas estão a superar tudo e todos. São um verdadeiro mimo na reinvenção destes termos. O exemplo máximo de democracia para estes rapazes foi o respeito que tiveram pelo voto popular quando resolveram destituir o presidente da AM. Como exemplo de conhecimento da lei pode-se referir igualmente o mesmo caso. Poderiam tê-lo feito de forma legal. Mas simplesmente não estiveram para essa trabalheira. Tal como em S. Gião. Se não entregaram a documentação a tempo e horas, como de resto admitem ao propor a suspensão temporária da Assembleia, obviamente não estavam reunidos os princípios legais para avançar.A lei não é conforme dá mais jeito aos rapazes do partido. Não precisam de lições? Permita-me discordar, Sr. Maia. Olhe que talvez precisem. E talvez também não fizessem mal nenhum ao Sr. Maia. Quer-me parecer que a ignorância é transversal aos autarcas e à comissão política local do PS. Com os resultados que se conhecem.

  • JPCRUZ

    Eu cá para mim o PS local deve pensar que os regulamentos sao escritos numas folhas de couve aprovados e depois dao-se aos porcos para comerem.
    SR. ENG. Carlos Maia os regulamentos são criados e aprovados para serem cumpridos.
    Apesar da vossa alergia BASTA DESTA DITADURA DA MAIORIA.
    Os oliveirenses é certo que vos deram maioria absoluta mas não vos deram legitimidade pra governarem com uma Ditadura.