Imagem vazia padrão

Num acto eleitoral com muito pouca participação, o PS reelegeu José Francisco Rolo, que tem agora pela frente a sua primeira grande prova de fogo: conquistar a Câmara ao PSD em circunstâncias nunca antes vistas.

PS reelege José Francisco Rolo com 102 votos

O rebuliço nas eleições do PSD quase que abafou o acto eleitoral socialista, ocorrido, dia 19 de Abril, e que culminou com a reeleição de José Francisco Rolo na presidência da comissão política concelhia (CPC) do PS, através de lista única.

Com 281 eleitores inscritos, as eleições do PS tiveram uma reduzida afluência às urnas, já que a votação foi participada por menos de 40 por cento dos militantes.

Na recondução de Rolo na liderança do PS até 2010, votaram 103 militantes e apenas houve um voto nulo. Com três secções de voto, a maior votação registou-se em Oliveira do Hospital (47) e Lagares da Beira (38), sendo que na mais jovem secção do PS – a de Alvoco das Várzeas –, votaram 18 militantes socialistas. Composta por 31 membros e 19 suplentes, a actual CPC do PS tem nos cinco lugares de topo – para além do líder – Carlos Inácio, António Pedro Campos, Aldina Neves e Rodrigues Gonçalves.

Afastado do poder local desde 1993 – um jejum político de praticamente 15 anos, portanto –, o PS é hoje um partido que detém apenas a presidência de três das 21 freguesias do concelho e perdeu para o PSD dois dos seus principais bastiões políticos – Lajeosa e, mais recentemente, Alvoco das Várzeas.

Com as autárquicas de 2009 quase a entrarem em contagem decrescente, os socialistas deverão agora começar a dar os primeiros passos no processo da escolha do candidato à Câmara de Oliveira do Hospital.

“Estamos cheios de vontade de trabalhar”

Para o reeleito presidente do PS de Oliveira do Hospital, o resultado destas eleições traduz-se num “reforço da confiança dos camaradas que reconduziram a equipa para os desafios de 2009”, bem como num “acréscimo de responsabilidade”. Ao diário online do Correio da Beira Serra, José Francisco Rolo confessou – a par da equipa que o acompanha – “estar motivado e cheio de vontade para trabalhar”, garantindo que “a seu tempo” será anunciado o candidato à Câmara Municipal de Oliveira do Hospital. “Temos soluções em mente, vamos trabalhar com sentido de responsabilidade para avançarmos com uma alternativa vencedora porque Oliveira do Hospital bem precisa”, acrescentou o líder socialista, considerando que no concelho “é urgente uma mudança política que se centre nos grandes desafios de desenvolvimento e criação de emprego”. Revelou ser também intenção da futura candidatura à autarquia pugnar por “outra forma de lidar com as Juntas de Freguesia”, tal como foi defendido na última convenção autárquica do partido. Rolo não se quis comprometer com datas para o anúncio do candidato que o partido proporá para o acto eleitoral de 2009, sublinhando que tal acontecerá “durante o ano de 2008”.

Confrontado pelo CBS, Rolo desvalorizou a fraca participação dos militantes nas eleições de sábado passado, com a justificação de que estava em causa uma “lista única e de convergência”. “A decisão era pacífica e foi normal haver pouca participação”, referiu, recordando que para a eleição do secretário-geral do PS em 2006 a participação não foi muito alargada, quando comparada com a de 2004, em que houve três candidatos ao lugar.

Henrique Barreto
Liliana Lopes

LEIA TAMBÉM

Incêndio

Anda tudo a gozar connosco!!! Autor: Luís Lagos

Anda tudo a gozar connosco!!! Eu estou absolutamente farto!!! Fartinho!!! Haverá quem leia este post …

VIV´Á REPÚBLICA ! Autor: João Dinis

Viv´ó 5 de Outubro, Dia da República !  Viv´ó Feriado do 5 de Outubro que …