PSA Mangualde interrompe produção devido aos incêndios

A fábrica da Citroën, do grupo PSA, em Mangualde, interrompeu a produção devido aos incêndios que estão a assolar todo o território do Norte e Centro do país. A suspensão da produção, refere a empresa em comunicado, deve-se fundamentalmente às estradas cortadas, que leva a dificuldades no aprovisionamento de peças e na deslocação dos trabalhadores até à empresa;  ausência de colaboradores que se encontram a combater os incêndios para proteger os seus bens, bem como a presença de fumo e partículas em suspensão resultantes dos incêndios, que não asseguram as condições de saúde dos trabalhadores da empresa.

“Neste momento não há nenhum incêndio nas imediações da fábrica, mas respeitando as condições de trabalho e na salvaguarda da segurança de todos os colaboradores, a Direcção da PSA Mangualde decidiu não arrancar com o turno da tarde, que teria início às 15h00”, explicam.

A PSA Mangualde manifesta ainda no comunicado o seu pesar pela perda de vidas e bens já ocorridos nestes incêndios e solidariza-se com as famílias que estão a sofrer com esta tragédia, assegurando que está em contacto permanente com a Protecção Civil de Mangualde para decidir quando estão reunidas as condições para ser retomada a produção.

.

LEIA TAMBÉM

Ano de 2019 vai ter três fins-de-semana prolongados e quatro possibilidades de “pontes”

O ano de 2019 vai ter dois feriados à sexta-feira e um numa segunda-feira, permitindo …

Mais de duas toneladas de queijo denominado Serra da Estrela apreendidos em Seia

Mais de duas toneladas de queijo indevidamente classificado com denominação de origem protegida (DOP) Serra …