PSD de Oliveira do Hospital avança com “Marcha pelo IC6”

 

… para a realização daquela ação com a qual pretende sensibilizar o governo, com vista ao avanço do inacabado troço.

Uma “adesão maciça” é o que espera o PSD de Oliveira do Hospital na “Marcha pelo IC6” que vai realizar no próximo dia 14 de julho, a partir das 12h00, entre Oliveira do Hospital e Venda Esperança.

Uma ação com a qual a estrutura presidida por António Duarte pretende sensibilizar o governo para a necessidade de dar continuidade ao troço do IC6 que se encontra parado no vizinho concelho de Tábua. “O desejável, seria, se possível, a sua total conclusão”, sublinha o PSD num comunicado onde lembra que a desejada continuação do troço até ao concelho oliveirense é “uma promessa antiga”, que “sucessivos governos têm vindo infelizmente a adiar”, mas que urge dar cumprimento face à necessidade de “promoção de emprego e investimento”.

O partido lembra que “é fundamental a existência de um conjunto de infraestrturas, nomeadamente uma rede viária capaz” e constata por isso que, no atual momento, se “justifica uma posição firme” dos social-democratas.

“O presidente da autarquia parece ter claramente baixado os braços”

Na preparação da “Marcha pelo IC6”, a equipa liderada por António Duarte não deixa de apontar o dedo às promessas do executivo socialista e às expectativas criadas pelo governo de José Sócrates e que não se traduziram em obra feita.

Neste domínio, o PSD coloca em causa o caminho trilhado pela Câmara Municipal que “teve condições objetivas que permitiam, então a conclusão desta obra, ou, pelo menos a sua extensão até Oliveira do Hospital”.

“As exigências de uma autarquia responsável deviam ter-se pautado por outra capacidade reivindicativa e negocial que pusesse, em primeiro lugar, os legítimos interesses do nosso concelho”, referem os social-democratas, lembrando que com o anterior governo – “do mesmo partido e composto por elementos oriundos do concelho”, frisam – estavam reunidas as condições para a realização do “velho sonho”.

Nesta matéria, o PSD chega a pegar em declarações proferidas pelo presidente da Câmara Municipal em entrevista a este jornal, em fevereiro de 2010, onde afirma “se perder esta batalha, não sei se tem sentido continuar como presidente da câmara”. Um “populismo” que , na opinião da estrutura laranja, “não teve reflexos positivos”, constatando até que o José Carlos Alexandrino “parece ter claramente baixado os braços”.

“Por aqui se ficou mais uma promessa do Partido Socialista”, lê-se no comunicado, onde o PSD também dá conta da “apatia e profundo desinteresse manifestado pelo executivo socialista”.

Uma postura com a qual os social-democratas não estão disponíveis para compactuar, querendo para o efeito “trazer novamente à sociedade oliveirense, e ao país, a grave injustiça a que o concelho continua a ser submetido”.

LEIA TAMBÉM

Incêndios adiam da tomada de posse do executivo da autarquia oliveirense

A catástrofe que se abateu sobre Oliveira do Hospital, com os incêndios, levou a uma …

Incêndio

Anda tudo a gozar connosco!!! Autor: Luís Lagos

Anda tudo a gozar connosco!!! Eu estou absolutamente farto!!! Fartinho!!! Haverá quem leia este post …