“Água de qualidade não controlada” nos fontanários da cidade

… das principais artérias da cidade de Oliveira do Hospital. O aviso cor-de-rosa, onde se lê “Água de qualidade não controlada” colocado pelos serviços da Câmara Municipal, surge um mês depois de a própria delegada de Saúde Pública, Guiomar Sarmento, ter afirmado em entrevista ao Correio da Beira Serra, que “ir ao fontanário é um erro”.

Em 2006, o CBS já tinha alertado para a presença de radão – gás radioactivo altamente nocivo para a saúde – na água que corre naquela fonte, tomando por base o estudo “o Gás Radão na Região de Oliveira do Hospital”, conduzido por Alcides Pereira e que também dava conta da presença daquela gás radioactivo no ar das habitações.

Pese embora o alerta feito por este jornal, a verdade é que a água do referido fontanário vinha sendo consumida de forma intensiva, não fosse a fonte do Ameal, um dos principais ícones da cidade. Até aqui da responsabilidade da Câmara Municipal, o controlo da qualidade da água que corre na fonte do Ameal e numa outra localizada nas traseiras da EB1 da cidade deixou de ser feito pela autarquia.

A delegada de Saúde Pública, Guiomar Sarmento já tinha dito que a responsabilidade do controlo era da Câmara Municipal e não do Centro de Saúde. “A Câmara é que tem que ter em atenção essas análises”, referiu há cerca de um mês ao CBS, numa entrevista onde se recusou a dar quaisquer garantias sobre a qualidade da água que corre nos fontanários públicos. “Eu não bebo água dos fontanários de certeza absoluta”, assegurou Guiomar Sarmento, garantindo que a água que corre nas torneiras é que “é boa”. “E sei de muito boa gente que vai buscar água aos fontanários e vejo até empregadas de lares a irem lá buscá-la. Não percebo porquê. Porque é que não bebem da torneira?”, sustentou a responsável pela saúde pública concelhia.

Garantindo que as análises feitas à água que corre nas torneiras “estão correctas” e de que “está tudo em ordem”, a delegada de saúde recomendou o consumo da água de abastecimento público, confessando que ela própria bebe mais depressa água da torneira do que água engarrafada. “Os meus filhos levam sempre uma garrafinha de água da torneira para a escola”, chegou a referir, notando que o recurso ao fontanário é um “erro”.

LEIA TAMBÉM

Caça praticamente proibida no concelho de Oliveira do Hospital até Maio de 2018

A caça está proibida até 31 de Maio de 2018 nas zonas consumidas pelos fogos, …

Capoula Santos apresentou em Oliveira do Hospital novas medidas de apoio aos agricultores afectados pelos fogos

O Ministro da Agricultura apresentou, ontem, em Oliveira do Hospital, as novas medidas de apoio …