Depois de nove horas de uma votação participada por 1.127 eleitores, José Carlos Mendes foi, no passado sábado, reconduzido no lugar de presidente da Comissão Política de Secção (CPS) do PSD.

“Chicotada Psicológica”

Minutos após o escrutínio, Mendes reafirmou a sua candidatura à Câmara e a vontade de unir o partido. O derrotado Paulo Rocha felicitou o reeleito presidente, mas continua a achar que a postura da CPS nos últimos dois anos “não condiz” com aquilo que é a história do PSD de Oliveira do Hospital.

Imagem vazia padrãoO resultado foi revelado próximo da meia-noite de sábado, mas entre as 14h00 e as 23h00 assistiu-se a um verdadeiro corrupio na Rua Professor António Ribeiro Garcia de Vasconcelos, destacando-se o facto de os elementos das suas listas não desarmarem da porta da sede do partido. Mas, o ponto alto das atenções surgiu em plena contagem decrescente – a cerca de 10 minutos das 23h00 – para o encerramento das duas mesas de voto, quando dois autocarros vindos de uma excursão de Lisboa “descarregaram” militantes em frente à sede social-democrata para que pudessem exercer o seu direito de voto. Aquela artéria da cidade ficou completamente entupida, ao ponto de não ser possível a circulação automóvel, por também se encontrarem várias viaturas estacionadas em segunda fila.

Findo o escrutínio, o puxar repentino de um dos estores da sede laranja deu o sinal que viria a revelar o resultado favorável a José Carlos Mendes. O candidato da lista B, José Carlos Mendes, obteve 568 votos, enquanto que Paulo Rocha, que há dois anos tinha perdido por apenas dois votos, somou 543, numas eleições em que estavam inscritos 1194 eleitores. Para a presidência da Mesa da Assembleia de Secção, o PSD optou por eleger também a lista B (572 votos), encabeçada por Sandra Fidalgo, sendo que João Esteves, o candidato da lista A que é ainda o presidente da mesa, recolheu apenas 544 votos. Nestas eleições, cuja taxa de participação foi superior a 90 por cento, houve no geral apenas 14 votos brancos e 12 nulos.

Momentos após a divulgação do resultado do acto eleitoral mais participado da história do PSD de Oliveira do Hospital, o reeleito presidente disse sentir-se “muito bem” e “extasiado”.“Não há palavras para descrever, depois de muito trabalho da equipa e dos militantes que comigo estiveram, conseguimos esta vitória que é importantíssima para Oliveira do Hospital”, referiu aos jornalistas o auto-proclamado candidato à Câmara Municipal nas eleições de 2009. “Acho que vou ser presidente e vou lutar para que isso aconteça”, acrescentou José Carlos Mendes, que disse esperar que no próximo ano e meio se faça “uma transição pacífica”.

“É lógico que o professor Mário Alves não será candidato”

Questionado pelos jornalistas sobre a possibilidade de a Comissão Política retirar a confiança política ao presidente do município, o líder reeleito da estrutura referiu que o objectivo é que haja “diálogo” e se estabeleça uma “ponte de entendimento” entre a Câmara Municipal e a Comissão Política de Secção. “Vamos convidá-lo para dialogar”, garantiu José Carlos Mendes, sublinhando também que é intenção da estrutura que continuará a liderar nos próximos dois anos contar com algumas pessoas que apoiaram a candidatura de Paulo Rocha, para as autárquicas de 2009. Mas, deixou claro: “é lógico que o professor Mário Alves não será candidato”. Aos jornalistas José Carlos Mendes fez também questão de frisar que, após a divulgação dos resultados das eleições internas do partido, o candidato derrotado lhe ligou para o telemóvel a felicitá-lo pela vitória. “O candidato ligou-me e deu-me os parabéns”, referiu.

“Ganharei as eleições de 2009 e depois colocarei o meu lugar à disposição na Comissão Política”

Tal como tinha revelado três dias antes, no frente-a-frente com o adversário Paulo Rocha, o reconduzido presidente da Comissão Política de Secção do PSD garantiu na noite do passado sábado que provocará eleições para a estrutura local do partido, em caso de vitória nas autárquicas de 2009.

“Ganharei as eleições em 2009 e depois disso colocarei o meu lugar à disposição para outra pessoa liderar esta comissão política”, garantiu José Carlos Mendes, porque na opinião do reeleito presidente da estrutura laranja “é saudável para a política e para o concelho que o presidente da Câmara Municipal não seja, ao mesmo tempo, presidente da concelhia do PSD de Oliveira do Hospital”.

O já assumido candidato à Câmara pelo PSD em 2009, referiu que ainda não propôs às comissões distrital e nacional do partido a sua candidatura, mas disse estar “convencido” de que obterá o parecer favorável daquelas estruturas. Contudo, no ano e meio que falta para o fim do mandato autárquico, José Carlos Mendes acredita poder unir o partido e garante que tudo fará para alcançar esse objectivo, incluindo chegar ao diálogo com o presidente Mário Alves. Contudo, clarificou: “se não for possível unir o partido, não tenho medo de ir às eleições de 2009 e disputá-las”. “Já mostrei que sou capaz de, com uma equipa ao meu lado, fazer um trabalho que permita ganhar eleições”, sustentou, acreditando que vai vencer o acto eleitoral de 2009 “não por ter um discurso fácil”, mas “por ter um projecto que agrada às pessoas”.

“Postura da CPS não condiz com a história do PSD de Oliveira do Hospital”

Na sede de candidatura da lista derrotada, Paulo Rocha considerou que “os militantes deram uma manifestação clara” de que o PSD “é a maior força política no concelho”. Quanto aos resultados que lhe foram desfavoráveis, Rocha referiu que traduzem a “opção” dos militantes e que “não é aquela” que o próprio liderava. “É isso que eu tenho que respeitar”, sublinhou.

Quando abordado pelos jornalistas a propósito da união do partido, Rocha fez questão de informar que ligou ao “presidente reeleito” para o felicitar, pedindo-lhe para que “as coisas se alterassem”, porque – como referiu – continua a achar que “a postura da CPS nos últimos dois anos não condiz com aquilo que é a história do PSD de Oliveira do Hospital”. “Neste momento a responsabilidade não é minha, é de quem foi eleito”, sustentou.

Liliana Lopes
Henrique Barreto
Foto: João Sargo

LEIA TAMBÉM

Incêndio

Anda tudo a gozar connosco!!! Autor: Luís Lagos

Anda tudo a gozar connosco!!! Eu estou absolutamente farto!!! Fartinho!!! Haverá quem leia este post …

VIV´Á REPÚBLICA ! Autor: João Dinis

Viv´ó 5 de Outubro, Dia da República !  Viv´ó Feriado do 5 de Outubro que …