O histórico militante do PSD, Carlos Teixeira da Rocha, veio a público contestar a forma como decorreram as eleições internas do PSD, realizadas no passado dia 12 de Abril.

“Deixem-nos trabalhar” pede Carlos Rocha

Imagem vazia padrãoNum artigo de opinião publicado no jornal Folha do Centro, Rocha começa por se congratular por estas terem sido as eleições mais disputadas de sempre, bem como elogia o facto de as duas listas “terem dado um bom exemplo de maturidade cívica e democrática e terem contribuído para o engrandecimento do partido. Contudo, o progenitor de Paulo Rocha – o candidato da lista A – deixa um, entre muitos outros recados: “Sendo hoje claro que, maioritariamente, os verdadeiros PSD´s apoiaram a Lista A, muitos sabem agora que foram derrotados dentro do seu PSD por pessoas que vieram da área do PS”, afirma aquele social-democrata.

Carlos Rocha também vai contra o facto de José Carlos Mendes se ter anunciado como candidato à Câmara Municipal, nas eleições autárquicas de 2009, porque – refere o próprio – “como as eleições não eram para a Câmara Municipal é forçoso concluir que esta operação de marketing eleitoral se destinava a «vender» a ideia que, a partir do dia 12, o presidente da concelhia passaria a ser o presidente da Câmara e que iria governar o concelho a partir da sede do PSD”.

Por fim, Rocha apela à lista vencedora no sentido de que “o PSD retome a normalidade interrompida com as eleições de 2006 e que esta CPS deixe os autarcas cumprir o mandato que o eleitorado lhes confiou”. “A bem do concelho de Oliveira do Hospital, deixem-nos trabalhar”, pede aquele apoiante da lista que saiu derrotada do acto eleitoral do PSD.

LEIA TAMBÉM

Fiscalização da GNR sobre automobilistas levou a sete detenções

Detido em Seia traficante de estupefacientes

A GNR de Seia e de Paranhos da Beira detiveram um homem de 23 anos, …

Mortes em acidente em Tábua no acesso ao IC6

Dois homens morreram hoje na sequência de uma colisão frontal entre duas viaturas ligeiras numa …