A polémica sobre o abate de árvores no largo Ribeiro do Amaral está a subir de tom e um movimento de jovens oliveirenses que criou um endereço electrónico – [email protected] – especificamente para sensibilizar a opinião pública, promete endurecer a luta e apela já à formação de “um cordão humano em redor de todas as árvores ameaçadas”.

“Obrigado Sr. Mário Alves… a sua sensibilidade matou-me! “

Aquele movimento, que nasceu espontaneamente e ganhou força após a publicação de uma notícia neste diário digital a dar conta das vozes críticas que se levantaram na última assembleia municipal, contra o abate de árvores, tem já várias acções de protesto em marcha e, nas caixas multibanco da cidade, está afixado um panfleto de protesto ao abatimento de árvores na principal sala de visitas de Oliveira do Hospital, e que é resultante do projecto de requalificação urbanística do largo Ribeiro do Amaral que a Câmara de Oliveira do Hospital pôs em marcha.

Num e-mail hoje recebido na redacção do correiodabeiraserra.com, surge já a primeira imagem com árvores abatidas e, onde numa placa, se pode ler: Obrigado Sr. Mário Alves… a sua sensibilidade matou-me!

LEIA TAMBÉM

CDS oliveirense ausente da cerimónia de comemoração do feriado municipal como protesto pela condecoração a Ana Abrunhosa

O CDS oliveirense vai estar ausente da cerimónia de comemoração do feriado municipal que vai …

‘Nariz Preto’ de Pedro Tochas chega a Oliveira do Hospital

O espectáculo de Pedro Tochas, ‘Nariz Preto’, inserido no âmbito do programa ‘Coimbra Região de …