QREN financia Largo Ribeiro do Amaral com cerca de um milhão Euros

Afinal, o Quadro de Referência Estratégico Nacional apoiou com cerca de um milhão de Euros as obras de requalificação do Largo Ribeiro do Amaral, localizado em pleno centro urbano de Oliveira do Hospital.

A informação foi confirmada aos jornalistas pelo próprio presidente da Câmara Municipal que disse ter assinado o contrato de financiamento no passado dia 16 de Julho, em Coimbra. “A candidatura foi aprovada no segundo concurso”, explicou Mário Alves, lamentando que a não aprovação no primeiro concurso se tenha traduzido numa perda de 500 mil euros para o município, pelo facto de no segundo concurso, o valor elegível de comparticipação se fixar em um milhão de Euros.

No contacto com os jornalistas realizado ontem à margem da sessão de recepção das selecções de basquetebol feminino, o presidente do município disse ainda estranhar que a candidatura do município tenha sido excluída do primeiro concurso e tenha depois ficado situada no primeiro lugar do segundo concurso.

Parqueamento subterrâneo deverá ser pago

Com o grosso dos trabalhos já concluído, num investimento de cerca de dois milhões e quatrocentos mil Euros, o Largo Ribeiro do Amaral já tem data prevista para inauguração. “Provavelmente, será dia 22 de Agosto”, referiu Mário Alves, explicando que o objectivo era que tal acontecesse no início de Agosto, mas o atraso na entrega de alguns equipamentos acabou por inviabilizar essa pretensão do município.

Numa altura em que a exploração da cafetaria já foi sorteada e cedida a uma empresa do grupo Tavfer e o parque infantil está instalado, a indicação é de que falta apenas a colocação de elementos de mobiliário urbano e a conclusão da instalação do sistema de vigilância no interior do silo automóvel, localizado sob a renovada Praça dos Combatentes da Primeira Grande Guerra.

Sobre o silo automóvel, o presidente da Câmara Municipal adiantou ontem que “está tudo preparado para que haja pagamento”. “Se continuar a existir a habitual falta de estacionamento, não há outra alternativa que não seja a de estacionamento pago”, referiu Mário Alves, lembrando que actualmente há muitas pessoas que vêm de manhã para cidade e deixam os carros durante todo o dia em locais considerados fundamentais.

Com abertura prevista para o próximo dia 22, o parque subterrâneo deverá contudo, numa primeira fase, ser de acesso livre. “Vamos primeiro verificar o que é que acontece”, frisou o presidente da autarquia, referindo que caso venha a ser pago, o valor a cobrar terá que ser “moderado” porque por aqui “as pessoas não abundam em dinheiro”.

Mário Alves lembrou, contudo, que o silo gera despesas à autarquia, já que para além do sistema de vigilância, o espaço vai ainda contar com a presença de pessoal vigilante no período de abertura do parque.

Sem que o horário esteja já definido, o autarca prevê que o parque possa funcionar entre as 08h00 e as 22h00, embora possa ser alargado por alturas de maior afluência de tráfego automóvel ao centro da cidade.

LEIA TAMBÉM

Oliveira do Hospital recebe final da etapa da Volta a Portugal de homenagem às populações afectadas pelos incêndios e Marcelo acompanha caravana

A 80.ª edição da Volta a Portugal em bicicleta vai passar por alguns concelhos afectados …

FPF entregou casa reconstruída a família de Oliveira do Hospital

Uma família de Oliveira do Hospital recebeu hoje a casa onde vivia antes dos incêndios …