“Uma Verdadeira Família” é o título do novo livro de Maria Alice Gouveia

Depois do último livro editado em novembro de 2009, “O Filho não é meu”, Maria Alice Gouveia surpreende-nos com mais uma história baseada em factos reais, alguns ficcionados, outros baseados em relatos na primeira pessoa, que a autora narra, no seu jeito tão próprio e tão descritivo.

“Uma Verdadeira Família” conta-nos a história de uma família portuguesa emigrada nos Estados Unidos da América, nos anos setenta. Esta foi uma época conturbada para milhares de portugueses que se viram obrigados a deixar a sua terra natal, os seus familiares, os seus amigos e os seus bens para partirem à descoberta de um “novo mundo”, na esperança de conseguirem uma vida mais digna e segura.

Em Oliveira do Hospital, a última obra de Maria Alice Gouveia foi apresentada, no sábado, na biblioteca da EBI da Cordinha, e o responsável por o agrupamento escolar daquele território educativo considerou a iniciativa como “um importante incentivo ao gosto pela leitura”. “Este é o exemplo que a escola pretende dar”, disse Carlos Carvalheira.

Para a antiga vereadora do CDS/PP, Adelaide Freixinho, o novo livro da autora de Aldeia Formosa traduz “uma maneira de escrever muito nossa e muito portuguesa”. Freixinho salientou ainda a pertinência daquela publicação numa altura em que é cada vez mais importante “apelar aos valores da família”.

O presidente da Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital, António Lopes, também se congratulou pelo facto de o livro colocar “na ordem do dia os valores da família”, e felicitou a autora por continuar a contribuir para “enriquecer o património cultural do concelho”.

Presente na cerimónia de apresentação de um livro produzido por uma autora que conhece desde os tempos da sua meninice, o presidente da Câmara de Oliveira do Hospital afirmou que Maria Alice Gouveia “tem um grande talento”, e sublinhou a importância deste livro nascer num tempo em que “alguns dos principais problemas da sociedade são a humanização, os sentimentos e os afetos”… “ela escreve de uma forma muito profunda sobre esses sentimentos”, observou o autarca.

José Carlos Alexandrino salientou ainda que “Oliveira do Hospital tem um conjunto de pessoas que escreve com grande qualidade e garantiu que o seu executivo estará sempre disponível para continuar a apoiar a produção literária.

No final, a autora, que em quatro anos publicou quatro livros, explicou que “se não forem os apoios é impossível publicar”, e disse já ter no prelo um novo livro.

Maria Alice Gouveia nasceu no Lobito, Angola. Em 1974 veio com o pai de férias a Portugal, acabando por ficar até 1982, altura em que, já casada, emigra para os Estados Unidos da América, onde permaneceu até 2003.

Obras publicadas: THE DONATOS, publicado nos EUA PAIS DESUMANOS, Papiro Editora DIVERSAS FORMAS DE AMAR, Papiro Editora O FILHO NÃO É MEU, Editorial novembro

LEIA TAMBÉM

Casas abandonadas. Autor: Renato Nunes

A partir do momento em que a minha avó materna faleceu, já lá vão 22 …

Festival “Origens” de Travanca de Lagos agendado para o próximo fim-de-semana

Os Jovens da Liga de Travanca de Lagos apresentam, de sexta-feira a domingo, mais uma …