Rádio Boa Nova enfrenta nova crise diretiva

 

A Rádio Boa Nova, a emitir há 25 anos desde Oliveira do Hospital, entrou em nova fase de crise diretiva.

A empresa – Alvamédia – que na primavera de 2011 uniu fundadores da estação emissora com o objetivo de a revitalizar decidiu pela revogação do contrato e devolução da exploração da estação emissora à cooperativa Rádio Boa Nova.

Uma decisão que, de acordo com o presidente da Assembleia Geral da Cooperativa, Pedro Oliveira, é justificada pelos fundadores com o facto de “não encontrarem vantagens na solução encontrada e de haver um conjunto de cooperantes que discorda da mesma e de assim se manifestar em praça pública”.

O regresso da exploração da emissão radiofónica à Cooperativa não terá, contudo, agradado aos seus órgãos sociais, havendo já a notícia do pedido de demissão apresentado pelo presidente da direção, Fernando Esculcas. Um motivo que já levou Pedro Oliveira a agendar, para as 14h00 de 4 de fevereiro, uma Assembleia Geral Extraordinária, em que o ponto principal da ordem de trabalhos é a eleição dos novos corpos sociais da Cooperativa.

A reduzida participação de cooperantes em anteriores assembleias gerais levou mesmo o presidente da Assembleia a enviar uma carta aberta aos sócios da cooperativa, no sentido de poder atrair um maior número de elementos à reunião de 4 de fevereiro, onde é também esperado o aparecimento de uma ou mais listas candidatas aos órgãos socais.

Como forma de ultrapassar a desculpa de falta de informação junto dos cooperantes, o recurso à divulgação via restantes órgãos de comunicação concelhios foi outra das soluções encontradas por Oliveira, na expectativa de que seja encarado como “um apelo a que sejam os proprietários da Rádio a decidir pelos seus destinos”.

À semelhança do que aconteceu há precisamente um ano, também agora o presidente da Assembleia Geral chega a temer que, em face do não aparecimento de listas candidatas aos órgão sociais, a Cooperativa Rádio Boa Nova se fique pelos 25 anos de atividade. “A indefinição ou adiamento de decisões levarão, inevitavelmente, ao seu encerramento no curto prazo”, pode ler-se na carta aberta enviada aos cooperantes.

Uma possibilidade que chega a estar prevista num quarto ponto da ordem de trabalhos da Assembleia Geral Extraordinária, no caso de não serem eleitos os novos órgãos sociais para o triénio 2012/2014.

A Rádio Boa Nova comemorou, em março do ano passado, 25 anos de emissões ininterruptas. Para além do jantar de aniversário que juntou toda a família da RBN e trouxe a Oliveira do Hospital dois conhecidos nomes da comunicação social – Carlos Daniel e Fernando Alves – a Rádio Boa Nova, pela mão da empresa exploradora, a Alvamédia, realizou ao longo de 2011 o programa “25 anos, 25 nomes” com o qual deu voz a importantes rostos que marcaram os últimos 25 anos da rádio e do concelho de Oliveira do Hospital.

A efeméride valeu ainda o reconhecimento por parte da Câmara Municipal que, na sessão solene do último dia do município, homenageou a Rádio Boa Nova com a Medalha de Mérito Municipal.

LEIA TAMBÉM

Caça praticamente proibida no concelho de Oliveira do Hospital até Maio de 2018

A caça está proibida até 31 de Maio de 2018 nas zonas consumidas pelos fogos, …

Capoula Santos apresentou em Oliveira do Hospital novas medidas de apoio aos agricultores afectados pelos fogos

O Ministro da Agricultura apresentou, ontem, em Oliveira do Hospital, as novas medidas de apoio …