Seia: Beiralã vai despedir mais 120 trabalhadores

A notícia foi hoje avançada pela agência Lusa que, citando o presidente do Sindicato dos Têxteis da Beira Alta (STBA), Carlos João, referiu que “os trabalhadores tiveram conhecimento do despedimento por carta individual”.

Para aquele dirigente sindical, de acordo com a Lusa, o encerramento daquela empresa “não é uma surpresa para os trabalhadores”, uma vez que os contratos dos trabalhadores já se encontravam suspensos desde Setembro do ano passado.

Segundo adiantou também à Lusa o administrador judicial da Beiralã, António Correia, “este despedimento, insere-se no processo de insolvência, e foi pedido pelos trabalhadores por forma a poderem recuperar os seus créditos e participar na assembleia de credores”.

ARA prepara-se para despedir mais 30 trabalhadores

Entretanto, o maior empregador local – a fábrica de calçado ARA –, também vai despedir mais 30 trabalhadores.

A informação foi prestada à Lusa pelo presidente do STBA, que salientou que estes despedimentos não constituem “uma grande surpresa”, porque a empresa de capitais alemães “tem vindo nos últimos anos a proceder a despedimentos”.

LEIA TAMBÉM

Câmara Municipal de Seia promove incentivos à criação de emprego e ao investimento.

Município de Seia disponibiliza 100 mil euros para prioridades definidas pelos munícipes

A Câmara Municipal de Seia alocou uma verba de 100 mil euros para o orçamento …

Turistrela tem anteprojecto para colmatar problema do corte de estradas de acesso à Torre

Turistrela concluiu um anteprojecto para a instalação de três telecabinas na Serra da Estrela, iniciativa …