Requalificação de Alvôco de Várzeas projetada por estudantes de arquitetura

 

A Câmara Municipal de Oliveira do Hospital está determinada em promover Alvôco de Várzeas como destino turístico.

Para o efeito, aliou-se a futuros especialistas de arquitetura para definir a melhor estratégia de requalificação da aldeia, no âmbito de um protocolo que estabeleceu com a Universidade Lusíada.

A primeira visita ao local aconteceu no passado fim de semana, por um grupo de 41 alunos, do pólo de Vila Nova de Famalicão, devendo ser repetida ao longo ano letivo. Desta forma, o município espera que seja desenvolvida a análise do potencial de Alvôco de Várzeas e a produção de estudos de ordenamento urbano e projetos de requalificação arquitetónica.

Ao mesmo tempo, aos alunos também é dada a oportunidade de trabalhar em território rural, valorizando as suas competências, enquanto futuros arquitetos.

Na hora de apresentação das primeiras sugestões, o vice-presidente da Câmara Municipal destacou a importância das mesmas, para aquilo que o município ambiciona fazer em Alvôco de Várzeas”.

“Regra geral, as áreas de turismo são áreas com forte potencial. Queremos, neste território, transformar o potencial em produto turístico, na vertente de acolhimento e fruição do espaço”, referiu José Francisco Rolo.

Paralelamente, o também vereador do pelouro do Turismo da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital revelou-se orgulhoso pela recente entrada de Aldeia das Dez na rede de Aldeias do Xisto, revelando que é também pretensão do município a concretização de um percurso semelhante com Alvôco de Várzeas.

Alvo de boa apreciação foi também a recuperação de edifícios que tem sido levada a cabo por particulares. “Algumas com grande êxito, centradas nos materiais e nas técnicas de construção tradicionais”, frisou.

Dos projetos apresentados pelos alunos, a serem posteriormente divulgados em exposição, Rolo ambiciona a concretização de alguns por parte do município. Uma vontade que foi partilhada pelo arquiteto e professor Carlos Santos.

Por agora, decorrem os estudos analíticos das aspetos físicos, sócio económicos, arquitetura e acessibilidades. Para o segundo semestre, está reservada a entrega de propostas de intervenção, que deverão passar pela apresentação de um projeto de requalificação da praia fluvial.

Aos alunos é proposto que vão “ao encontro dos desafios da sustentabilidade e da fixação da população” e que passem a assumir a posição de “embaixadores” de Alvôco de Várzeas.

LEIA TAMBÉM

Candidato do PSD a Travanca promete “um presidente para todos os dias e não apenas para o fim-de-semana”

O PSD apresentou ontem publicamente a lista candidata à Assembleia de Freguesia de Travanca de …

Festival “Origens” de Travanca de Lagos agendado para o próximo fim-de-semana

Os Jovens da Liga de Travanca de Lagos apresentam, de sexta-feira a domingo, mais uma …