Requalificada estação dos IG combustíveis foi hoje inaugurada

O grupo IG já tem em funcionamento a requalificada estação de combustíveis. O espaço que foi hoje inaugurado disponibiliza novos serviços e representa um investimento na ordem dos 400 mil Euros.

Nome de referência no setor da venda a retalho, o grupo IG (Irmãos Gonçalves) também marca pontos na área dos combustíveis. Esta manhã, foi inaugurada a requalificada estação de combustíveis localizada no centro da cidade de Oliveira do Hospital, junto à Avenida Carlos Campos, e que disponibiliza um leque alargado de serviços.

Par além e ampliar de uma para duas “ilhas” o abastecimento normal de combustíveis, o espaço vem colmatar uma lacuna no concelho de abastecimento de GPL, ao mesmo tempo que também disponibiliza espaço de jet wash e aspiração e zona de bar. Em causa está um investimento na ordem dos 400 mil Euros.

Aberta desde esta manhã ao público, a estação de abastecimento de combustíveis tem também em curso, até dia 20 de dezembro, uma campanha de solidariedade em prol dos bombeiros voluntários fazendo reverter para a corporação de Oliveira do Hospital um cêntimo por cada litro de combustível abastecido

“Houve a necessidade de ampliar e de dar uma nova imagem”, referiu Rui Gonçalves ao correiodabeiraserra.com notando que o espaço para além de ampliar a oferta dos serviços prestados, tem hoje outra dignidade. De acordo com o empresário que se regozija por os trabalhos de requalificação não terem sido demorados (menos de três semanas) a aposta na área dos combustíveis, iniciada em 2008, revelou-se numa decisão acertada. “Se assim não fosse não teríamos feito este investimento”, refere satisfeito o empresário.

“Vem dignificar Oliveira do Hospital e a região”, comentou esta manhã o presidente da Câmara Municipal oliveirense que, em reunião publica do executivo, reconheceu a importância dos “empresários que investem na sua terra”. José Carlos Alexandrino apreciou, do mesmo modo, a forma célere como decorreram os trabalhos de requalificação da estação de combustíveis e para a qual contribui o “deferimento em tempo record” emitido pela autarquia. “Quando as coisas estão todas dentro da legalidade, a Câmara faz despachos rápidos”, registou José Carlos Alexandrino.

LEIA TAMBÉM

Incêndios causaram mais de 10 milhões de euros de prejuízos em Seia

Os prejuízos financeiros causados pelos incêndios dos dias 15, 16 e 17 de Outubro no …

idosos

Idoso desaparecido em Trancoso

Os Bombeiros e a GNR estão a procurar um homem de 90 anos que foi …