Ricardo Figueiredo foi eleito presidente da JS em eleições marcadas pelo afastamento de uma segunda lista

A Comissão Política Concelhia da JS de Oliveira do Hospital foi a votos na passada segunda-feira, 30 de Novembro. Contudo, a eleição de Ricardo Figueiredo para a presidência da estrutura até aqui presidida por João Ramalhete tem por trás a existência de uma segunda lista candidata, encabeçada por Margarida Veiga, que foi excluída do acto eleitoral, momentos antes da eleição, por alegadas irregularidades detectadas ao nível de militantes que a constituíam.

Ao que o correiodabeiraserra.com apurou, semelhantes irregularidades terão sido também identificadas na lista de Ricardo Figueiredo, acabando contudo por ser a lista de Margarida Veiga – o CBS sabe que contava com o apoio de Ramalhete – a ser afastada da eleição, pelo facto de ter ficado desfasada devido à saída de alguns dos seus elementos.

Este foi, contudo, um assunto que o presidente eleito Ricardo Figueiredo não abordou com este diário digital quando questionado sobre o número de listas candidatas. “Foi só a minha lista”, referiu, justificando o não aparecimento de outras equipas com o “reduzido interesse dos jovens pela política”.

Também a reduzida participação dos jovens no acto eleitoral foi encarada como “habitual” por Ricardo Figueiredo, que ao correiodabeiraserra.com disse estar empenhado em atrair a atenção dos jovens com várias iniciativas, como a realização de tertúlias em espaços públicos.

De acordo, com informação avançada pelo presidente eleito – a tomada de posse deverá acontecer no próximo fim-de-semana – dos 379 militantes em condições de votar, apenas 50 o fizeram. Ricardo Figueiredo deu ainda conta da existência de seis votos em branco.

Este diário digital apurou contudo junto do presidente da Mesa da Assembleia de voto que a eleição de Ricardo Figueiredo foi conseguida com 30 votos e não com a meia centena que o próprio referiu.

Sublinhe-se que também no dia 28 de Novembro, foram eleitos André Pereira e José Pinto para os núcleos da JS de Oliveira do Hospital e Lagares da Beira, respectivamente.

Em nota enviada ao correiodabeiraserra.com, Ricardo Figueiredo destaca a “importância e necessidade de envolver os jovens na luta pelo futuro do concelho e de cultivar o seu activismo”, revelando-se disponível para “encorajar os jovens, indo ao encontro destes”.

“O concelho vive momentos em que é necessário o empenho de todos”, considera o novo presidente da JS, consciente de que “há trabalho a fazer” e revelando “plena confiança no novo presidente da Câmara Municipal e na sua equipa”.

LEIA TAMBÉM

SONAE (Ai – Ai …) Ou em como o “ouro” de uns é o nosso prejuízo!

CDU vê aprovado na Assembleia da União de Freguesias de Ervedal e Vila Franca da Beira voto de protesto contra falta de apoio das autoridades às vítimas dos incêndios

O eleito da CDU na Assembleia de Freguesia da União de Freguesias de Ervedal e …

Nova liderança da JSD de Oliveira do Hospital quer colocar problemas dos jovens na agenda política local

Virgílio Salvador, de 26 anos, foi eleito no domingo presidente da Juventude Social Democrata de …