Trinta organizações juvenis no 2º Encontro de Juventude da Beira Serra

 

No total, cerca de 30 organizações juvenis são esperadas no 2º encontro da juventude reservado para a tarde do último dia.

“Queremos incutir o espírito regional, de cooperação e de partilha”. O objetivo foi ontem partilhado pelo presidente da ADIBER – Associação de Desenvolvimento Integrado da Beira Serra, confiante que está na boa participação dos jovens no encontro que, nos dias 26 e 27 de outubro, vai discutir o futuro da região – municípios de Oliveira do Hospital, Tábua, Góis e Arganil – para o período entre 2014 e 2020.

Miguel Ventura referia-se em particular ao 2º encontro de juventude da Beira Serra que vai acontecer a partir das 14h30 de 27 de outubro na Cerâmica Arganilense, em Arganil, local onde estão reservadas atividades várias como workshops de dança, fotografia, expressão dramática e DJ. Destaque também para Quis da Beira Serra, concurso de curtas-metragens “A minha Terra”, Mini-Golfe e Sunset Party.

Um encontro que merece o apreço das autarquias também envolvidas na organização do congresso, pelo facto de partilharem da importância que os jovens têm no futuro do território da Beira Serra. “O desafio é saber como é que se fixam os as jovens, quando responsáveis políticos dizem que para terem futuro têm que ir embora do país”, chegou a referir, em tom crítico, o presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, chamando a atenção para o facto de a região conseguir delinear estratégias para fixar os jovens.

José Carlos Alexandrino aludiu, inclusivamente, ao facto de a região e o país contarem com a “juventude melhor preparada de sempre”. “Temos o maior número de licenciados e o menor número de oportunidades”, constatou o autarca, que diz não ter dúvidas de que “os jovens devem ser as razões das nossas políticas”.

A integração do 2º Encontro de Juventude no cartaz do 3º Congresso da Beira Serra foi igualmente aplaudida pelo presidente da Câmara Municipal de Tábua. “Nada melhor porque os jovens são o futuro”, sublinhou Mário Loureiro, preocupado também em fixar um cada vez maior número de jovens na região. O autarca espera, porém, que a juventude “agarre” a oportunidade que o 3º Congresso da Beira Serra lhe está a proporcionar.

Ricardo Pereira Alves, autarca de Arganil dirigiu também “uma palavra de apreço e de enorme confiança no trabalho” que até aqui tem sido desenvolvido por aqueles que vão participar no encontro e que têm dado contributo importante “em prol da região”.

“Foram muito felizes na organização do 2º encontro da juventude”, afirmou Maria de Lurdes Castanheira, presidente da Câmara Municipal de Góis.

No cenário da recém remodelada Cerâmica Arganilense, o 2º Encontro de Juventude da Beira Serra pretende reunir os jovens num momento de convívio. Fomentar a autonomia, a iniciativa e a criatividade são objetivos inerentes à iniciativa que, por via do estímulo à cidadania e ao espírito associativo, pretende incentivar ao envolvimento maior da juventude na definição da desejada estratégia de desenvolvimento para a região da Beira Serra.

LEIA TAMBÉM

Ministro Pedro Marques garantiu em Nelas que a aposta em infra-estruturas de transporte passa pela ferrovia e IP3, ignorando IC6 e IC12

O ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques, assegurou ontem em Canas de Senhorim, Nelas, …

José Carlos Alexandrino lança suspeitas sobre queijeiras de Seia nas descargas ilegais no rio Cobral

Como regresso da chuva, os habitantes que vivem próximo do rio Cobral temem que voltem …