Rola-brava em risco e SPEA pede alteração da lei da caça

A rola-brava e o zarro, duas das espécies cinegéticas caçadas em Portugal, passaram a fazer parte da Lista Vermelha das Espécies em risco de extinção, a referência mundial para a conservação de espécies. Estas aves encontram-se agora na categoria “Vulnerável”, o que, segundo a Sociedade Portuguesa do Estudo das Aves, demonstra a urgência de alterar a legislação da caça em Portugal (SPEA).

Esta informação é traduzida da Lista Vermelha, uma ferramenta criada pela União Internacional de Conservação da Natureza (UICN) em colaboração com a BirdLife International em 1963, para avaliar com critérios objectivos qual o grau de ameaçada de extinção para cada espécie. O caso da rola-brava, uma ave migradora que ainda é caçada em Portugal, segundo a SPEA sofreu um decréscimo muito acentuado, de cerca de 40 por cento na última década.

“Também o zarro (da família dos patos) é uma espécie cinegética migradora com diminuições drásticas nas suas populações. Com base nestes dados, a SPEA não tem dúvidas que ambas as espécies devem deixar de ser caçadas como medida de conservação, o que requer uma reacção rápida e eficaz das entidades oficiais através da alteração do calendário venatório e da suspensão da sua caça”, refere a SPEA em comunicado.

Foto: Faísca

LEIA TAMBÉM

AVMISP avisa, após reunião Marcelo Rebelo de Sousa, que falta de apoios pode levar empresas afectadas pelos incêndios a encerrar

A Associação das Vítimas do Maior Incêndio de Sempre em Portugal (AVMISP) lamentou hoje, na …

Ano de 2017 foi o melhor de sempre para o turismo no Centro de Portugal

O ano de 2017 foi o melhor de sempre para a atividade turística no Centro …